Publicado em 30 Jul 2019

A resistência aos impactos das divisórias internas moduladas

Redação

Nos projetos em empresas, as divisórias têm sido as grandes aliadas na composição de ambientes. Versátil, a solução contribui para organizar estações de trabalho, criar áreas com maior grau de privacidade e conferem ainda certo charme e identidade aos escritórios. Elas podem ser usadas de forma fixa, delimitando espaços de recepção, salas de reunião e chefia, e também lançar mão de dispositivos deslizantes, configurando espaços flexíveis, que podem aumentar ou diminuir de tamanho conforme a necessidade do trabalho. Além da versatilidade na composição de ambientes, as divisórias primam pela praticidade. Como são modulares, não produzem lixo na montagem e é rápido fazer o trabalho, o que facilita o uso da solução em ambientes de trabalho que já estão funcionando. Elas devem ser produzidas conforme as normas técnicas.

divisória2Da Redação –

Atualmente, há várias opções de divisórias oferecidas pela indústria, o que contribui para que elas tenham espaço garantido nos escritórios. Mais simples, os modelos conhecidos como divisórias navais ainda são empregados, principalmente, pelo custo acessível e a praticidade de montagem.

Mas, a preferência dos profissionais é por sistemas com melhor desempenho acústico, mais opções de acabamentos e que simplifiquem as adaptações no layout das salas. Assim, a atenção volta-se para os sistemas modulares industriais piso ao teto, comercializados como solução construtiva completa, com porta, batente, ferragens, rodapé e outros acessórios.



As divisórias atuais se diferenciam, primeiro, pela matéria-prima com que são fabricadas, pois são estruturadas em alumínio – material leve e resistente, que permite que sejam remanejadas facilmente. Outro diferencial é diversidade de acabamentos: vidros inteiros – o que não era possív...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica