Publicado em 23 Nov 2021

A conformidade dos instrumentais cirúrgicos e odontológicos de aço inoxidável

Redação

Pode-se perguntar por que os instrumentais cirúrgicos e odontológicos são fabricados em aço inoxidável? Segundo os especialistas, o aço inoxidável tem um desempenho muito melhor do que materiais como metais cromados, plástico ou latão. Esses materiais têm maior probabilidade de descascar, lascar ou serem danificados pelo calor e produtos químicos usados na esterilização de instrumentos de aço inoxidável. A durabilidade dos instrumentos de aço inoxidável permite que eles atendam às demandas de esterilização. Todas essas são propriedades inter-relacionadas e, normalmente, conforme a dureza e a resistência dos instrumentos de aço inoxidável aumentam, a ductilidade diminui. Isso difere, no entanto, entre as famílias de ligas. Além disso, a retenção da borda é uma propriedade de material crucial para moldar e cortar. Se uma lâmina de corte ficar cega prematuramente, o instrumento se tornará difícil e possivelmente perigoso de manusear. Outro motivo é a sua excelente resistência à corrosão. Em geral, quanto maior o teor de cromo, maior a resistência à corrosão do metal. Por esse motivo, o aço inoxidável de grau médico é o material preferido, seguro e resistente à corrosão para instrumentos odontológicos. Outro benefício notável dos instrumentos de aço inoxidável é a vantagem substancial da resistência ao peso em relação a outros materiais. Devido à sua capacidade única de resistir a danos por calor, corrosão e danos químicos, os tipos duplex de maior resistência oferecem resistência extra, permitindo uma espessura de material reduzida. Esse recurso reduz os custos em comparação com outros materiais. O aço inoxidável não tem propriedades antimicrobianas inerentes como o cobre e outros metais, mas pode-se limpá-lo facilmente com soluções sanitizantes. Por fim, a sustentabilidade, já que o aço inoxidável é reutilizável e reciclável, o que ajuda a reduzir o desperdício e o impacto ambiental. Por isso, deve-se entender os procedimentos e cuidados recomendados para o manuseio e para os processos de limpeza e esterilização de instrumentais cirúrgicos e odontológicos de aço inoxidável.

Da Redação – 

Os fabricantes costumam usar dois tipos de aço inoxidável para a fabricação de instrumentos cirúrgicos e odontológicos. O austenítico (série 300) em que o tratamento térmico não pode endurecer o aço austenítico. O grau 304 é geralmente o usado para instrumentos cirúrgicos. Funciona bem para itens que requerem alguma maleabilidade, o que significa que podem ser moldados ou pressionados em outra forma sem que o metal se quebre. Os instrumentos tradicionalmente feitos com esta série de aço são sondas, afastadores, cânulas, espalhadores e marretas.

O aço inoxidável martensítico (série 400) possui baixo carbono e os processos de tratamento térmico podem endurecer e revenir. Essa série de aço é ideal para instrumentos que requerem resistência e arestas de corte resistentes. Incluem as tesouras, pinças de extração, elevadores e pontas de trabalho de raspadores, formões e muitos outros instrumentos. Enfim, os aços inoxidáveis são materiais de engenharia que apresentam grande resistência à corrosão e boas características de fabricação, existindo diferentes graus de aço inoxidável para esses instrumentais.

Para...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica