Publicado em 18 Sep 2018

Gestão em chamas: descaso, imoralidade, incompetência e irresponsabilidade

Redação

Está muito claro que o Museu Nacional foi vítima da má gestão, do descaso, da incompetência e da irresponsabilidade.

jairo

Jairo Martins

Há uma semana, o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, foi consumido pelas chamas de um trágico incêndio, que protagonizou a maior perda histórica e científica do país. O mundo se comoveu e o Brasil contabilizou mais uma vergonha, entre tantas que temos exibido nos últimos anos.

Se a nossa reputação estava reduzida a um frangalho, agora se transformou em cinzas, perante à comunidade internacional e a alguns poucos da sociedade brasileira, já que a maioria, de tão descrente ou por desconhecimento, achou normal o acontecido.

Com 90% das cerca de 20 milhões de peças de um dos maiores acervos da história natural e da antropologia das Américas ainda fumegantes, como era de se esperar, iniciou-se a típica cena de busca por culpados e do jogo do empurra-empurra.



Ministros culpam governos anteriores, que culpam a universidade que administrava o museu, que culpa o reitor, que culpa o diretor, que culpa os bombeiros...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica