Publicado em 29 Jan 2019

In memoriam: Raul Anselmo Randon (1929-2018)

Redação

Conheci Raul Randon quando fui há algum tempo a um evento do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP) e era muito difícil não ficar admirado pela sua simplicidade e lucidez. Ele mesmo contou a sua vida em uma entrevista: “eu tinha 14 anos quando comecei a trabalhar com meu pai, que tinha uma forjaria para ferramentas agrícolas. Fiquei com ele até os 18 anos. Depois fui para o exército. Quando saí, fui trabalhar com o meu irmão Hercílio, que reformava motores. Em seguida, em janeiro de 1949, um amigo, o Ítalo Rossi, nos convidou para formarmos uma sociedade. Ele queria fazer máquinas tipográficas. Acabamos criando a Randon-Rossi, que foi a primeira firma que tivemos. Fizemos 12 máquinas e vendemos todas em um ano. No dia 26 maio de 1951, no dia de Nossa Senhora de Caravaggio, o pavilhão incendiou. Estávamos numa festa quando o padre anunciou que tudo estava pegando fogo. Hoje, acho até que tivemos sorte. Nossa Senhora resolveu que deveríamos fazer tudo novo. Com isso, a sociedade acabou. Mas meu irmão não desistiu da oficina mecânica. Construímos tudo de novo e continuamos a trabalhar. Em 1953, criamos a Mecânica Randon, com freios de ar. Passamos para os semirreboques e o Hercílio criou o terceiro eixo, uma novidade no mundo”.

randon2Hayrton Rodrigues do Prado Filho

Duas características foram marcantes em Raul Randon: a sua capacidade visionária e o seu empreendedorismo. Essas características, aliadas ao planejamento e ao trabalho em equipe, transformaram a pequena ferraria fundada em 1949 por ele e seu irmão Hercílio no conglomerado que faturou R$ 4,2 bilhões brutos no exercício de 2017 (último disponível) e é integrado por nove empresas fornecedoras de soluções em transporte, presentes em todos os continentes e líderes no mercado nacional em seus segmentos.

“Fomos ousados em vislumbrar e sonhar o futuro; fomos prudentes nos investimentos e avanços tecnológicos; fomos fortes nos momentos de crise, na adversidade. Por acreditarmos no Brasil, sempre projetamos produtos afinados com o progresso, apostando no desenvolvimento nacional”, costumava afirmar Randon.



A história de 70 anos (21 de janeiro de 1949) das Empresas Randon confunde-se com a trajetória pessoal e pr...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica