Publicado em 21 Apr 2020

Como regulamentar a sua empresa

Redação

Trata-se do caminho pelo qual uma empresa pode reorganizar-se financeira, econômica e administrativamente, com a intermediação do Poder Judiciário.

Marcia Andrade - 

O Brasil teve cerca de 341,6 mil empresas fechadas em três anos. É o que apontam as Estatísticas do Cadastro Central de empresas divulgadas em 2018 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa ainda afirma que o segmento mais afetado, com 262,3 mil empresas fechadas neste período, foi o do comércio varejista.

Os fatores que podem levar uma empresa a declarar falência são os mais variados e, muitas vezes, estão vinculados a problemas administrativos, financeiros e/ou relacionados a gestão de pessoas. Logo, o mais importante é se atentar aos primeiros sinais de dificuldade operacional dentro de uma empresa a fim de impedir a necessidade de medidas extremas. 

Porém, se os problemas começarem a surgir com frequência, deve-se  recorrer ao pedido de recuperação judicial, que pode auxiliar, e muito, o empresário que busca um caminho de salvação para seu negócio. A recuperação judicial é o caminho pelo qual uma empresa pode reorganizar-se financeira, econômica e administrativamente com a intermediação do Poder Judiciário de modo a evitar um processo falimentar.

É uma oportunidade que uma empresa em dificuldades tem de renegociar seus passivos e manter sua atividade, preservando e beneficiando toda a cadeia empresarial e de circulação de riquezas da qual faz parte. O processo de recuperação judicial é pleiteado pela própria empresa em dificuldades e pode ser dividido em três fase...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica