Publicado em 06 Apr 2021

Os riscos físicos dos cordões fixos e cordões ajustáveis em roupas infantis

Redação

As roupas com cordões com mais de cinco centímetros, botões, capuzes, costuras grossas ou partes salientes, etiquetas costuradas com fios de poliamida podem ser um perigo para as crianças, principalmente para as menores. O maior perigo é a sufocação e por isso é importante promover a segurança das crianças, prevenir acidentes e orientar a indústria de vestuário infantil para os critérios de fabricação. Isso minimizaria o risco de acidentes devido ao uso de cordões, cintos e aviamentos da roupa infantil, levando em consideração a idade e as atividades cotidianas das crianças. Quanto a segurança no vestuário infantil, para surpresa, dentre as orientações, há uma relacionada ao não uso do tecido de algodão, mesmo que em mistura, visto que sua flamabilidade é alta. Nas recomendações relacionadas com pijaminhas e camisolinhas, vem a necessidade do uso de tecidos com tratamento antichamas, na medida que o percentual de incêndios envolvendo crianças que dormiam é considerado alto. No mesmo sentido, o melhor seria banir o uso de cordões, fitas e botões que possam causar estrangulamento, asfixia ou acidentes no berço. Igualmente, as roupas de dormir não devem ser muito folgadas, e sim justas ao corpo, para facilitar o transporte de uma criança em um momento de emergência e minimizar parte do vestuário preso a objetos em caso de acidente. Deve-se entender os parâmetros normativos para cordões fixos e cordões ajustáveis em roupas infantis, incluindo trajes com capuz para crianças com até 14 anos de idade, bem como descreve outros riscos com aviamentos presentes nas roupas.

Da Redação – 

As roupas do segmento infantil necessitam ser inter-relacionadas entre produto, usuário e ambiente, considerando o uso normal, previsto e o uso incorreto dos produtos pelas crianças, utilizando dos mínimos requisitos de funcionamento da vestimenta infantil, aplicando funcionalidade, segurança e durabilidade. Além de evitar acidentes e direcionar a indústria de vestuário infantil para os fatores de fabricação, as roupas necessitam oferecer segurança e nenhum risco oculto. Visto que “qualquer lesão na criança é grave, principalmente se for por omissão à segurança e à prevenção.

Por isso, deve-se definir os critérios de cordões ajustáveis e fixos em vestuário infantil, bem como outros riscos com aviamentos em geral presentes nas roupas. Para evitar o risco de a roupa enganchar num brinquedo, as extremidades livres dos cordões ajustáveis/funcionais, cintas ou fitas decorativas não podem ultrapassar 140 mm a 150 mm no seu tamanho máximo com a roupa aberta e plana; com a roupa fechada o limite é de 280 mm.

As roupas infantis devem possuir etiquetagem têxtil obrigatória, desde que não apresentem arestas cort...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica