Publicado em 15 Jun 2021

A conformidade das estações de armazenamento e vaporização de gás natural

Redação

O gás natural liquefeito (GNL) é submetido ao processo de liquefação, por resfriamento, para estocagem e transporte, passível de regaseificação em unidades próprias. É composto predominantemente de metano e pode conter quantidades mínimas de etano, propano, nitrogênio ou outros componentes normalmente encontrados no gás natural. A infraestrutura necessária para o processamento, transporte, estocagem e distribuição do gás natural é intensiva em capital, o que requer altos investimentos recuperados no longo prazo. Por meio da escalabilidade da cadeia, capturam-se economias de escala com o aumento da capacidade instalada para a minimização do custo por unidade de serviço prestado. O GNL é o resultado da refrigeração do gás natural com o objetivo de reduzir seu volume e aumentar a densidade energética para um transporte mais eficiente. O processo consiste em submeter o gás natural à temperatura criogênica para a condensação do metano, seu principal componente, ocasionando a redução volumétrica no qual 1 m³ de GNL corresponde a 600 m³ de gás natural. O GNL possui uma concentração de 85% a 95% de metano, não é corrosivo ou tóxico. Ele é uma mistura de hidrocarbonetos inflamável com ar de 5-15% em base volumétrica e cuja temperatura de autoignição é de 540ºC. Ele pode ser classificado conforme sua densidade, quantidade de nitrogênio, de metano, índice Wobbe, dentre outros parâmetros. Tradicionalmente, uma cadeia de valor do GNL em pequena escala inclui plantas de liquefação, modais de transporte, rodoviário ou hidroviário, e plantas satélites de regaseificação, cujas instalações incluem tanque de armazenamento e vaporizadores para a regaseificação do combustível no local onde será consumido. A cadeia de valor do GNL em pequena escala é comumente chamada de gasoduto virtual, pois na prática desempenha função análoga de distribuição e transporte de gás natural, porém através de modais de transporte ao invés de infraestrutura dutoviária. Deve-se entender os parâmetros para o projeto, a montagem, o comissionamento, a operação, a manutenção e a inspeção da estação de armazenamento e vaporização de gás natural liquefeito para suprimento de gás natural, incluindo equipamentos, segurança e dispositivos de controle.

Da Redação – 

A demanda por gás natural é influenciada por diversos fatores, dos quais os mais importantes são o nível de atividade econômica do mercado, competitividade contra outras fontes de energia, considerações ambientais mudanças nas tecnologias, fácil acesso ao combustível e políticas governamentais. Os fundamentos para a expansão do mercado de gás natural se estendem em certa medida ao do GNL em pequena escala, pois em última instância o GNL é o próprio gás natural, porém transportado e armazenado em condições diferentes de temperatura e/ou pressão, mas que é consumido em seu estado natural.

De maneira simplificada, podem-se agrupar os principais fatores para a difusão do gás natural, e consequentemente do GNL em pequena escala, em competividade, meio ambiente e política governamental. No entanto, é importante ressaltar que na maioria das ocasiões são múltiplos os fatores que propiciam e impulsionam o desenvolvimento do gás natural e não um único e exclusivo fator. Além dos setores nos quais gás natural é tradicionalmente usado, o setor de transporte emerge como grande consumidor potencial do combustível.

...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica