Publicado em 31 Mar 2020

E a retomada? A realidade aos olhos dos sistemas de gestão

Redação

Em meio a uma pandemia, há ainda brigas políticas, cenários pessimistas e muitas pessoas focadas em comunicar a necessidade de manter as medidas de isolamento, mas, onde estão as preocupações com o futuro?

Luiz Otávio Goi Junior - 

Sabe aquele trabalho que você disse que não podia fazer porque estava ocupado? Aquela gaveta que você deixou para arrumar depois, já que não conseguia tempo? Aquele projeto que estudou desempenhar e pensou em começar assim que pudesse? Pois é, esse momento é o da pergunta: O que está esperando?

Algo fortemente cultural é repelir alguns projetos e atividades por conta da correria do dia-a-dia ou de outras respostas prontas que criamos. Estamos com programas de isolamento social em todo o mundo por conta da pandemia que nos assola e as orientações são de que quanto mais isolados estivermos, melhor.

Em meio a uma pandemia, temos ainda brigas políticas, cenários pessimistas e muitas pessoas focadas em comunicar a necessidade de manter as medidas de isolamento, mas, onde estão as preocupações com o futuro? Se estamos todos fazendo sacrifícios para nos mantermos sãos e salvos, principalmente aqueles que mais sofrem os impactos da pandemia que vivemos que são os idosos e os que apresentam doenças crônicas, ainda não paramos para pensar que precisaremos construir tudo de novo quando precisarmos retomar a normalidade. E essa é a visão que espero deixar nesse texto.

Todas as crises parecem surgir justamente nos momentos em que estamos na velocidade máxima e, com isso, seu impacto parece ainda mais catastrófico. Parece que essas ocorrências vêm como um aviso: vá mais devagar... precisamos organizar as coisas.<...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica