Publicado em 27 Apr 2021

A gestão da amostragem dos resíduos sólidos para o tratamento mais indicado

Redação

A gestão de resíduos sólidos é um serviço essencial em qualquer sociedade. Antes de apresentar o processo, deve-se começar com uma discussão sobre o material que está sendo gerenciado: os resíduos sólidos que se referem à variedade de materiais decorrentes de atividades animais e humanas e que são descartados como indesejáveis e inúteis. Os resíduos sólidos são gerados a partir de atividades industriais, residenciais e comerciais em uma determinada área e podem ser tratados de várias maneiras. Os denominados aterros são normalmente classificados como locais de resíduos sanitários, municipais, de construção e demolição ou industriais. Os resíduos podem ser categorizados com base no material, como plástico, papel, vidro, metal e resíduos orgânicos. A categorização também pode ser baseada no potencial de risco, incluindo resíduos radioativos, inflamáveis, infecciosos, tóxicos ou não tóxicos. As categorias também podem referir-se à origem dos resíduos, sejam industriais, domésticos, comerciais, institucionais ou de construção e demolição. Independentemente da origem, conteúdo ou potencial de risco, os resíduos sólidos devem ser gerenciados sistematicamente para garantir as melhores práticas ambientais. Como a gestão dos resíduos sólidos é um aspecto crítico da higiene ambiental, ele deve ser incorporado ao planejamento ambiental. fundamental importância quando se pretende implantar um plano de gerenciamento de resíduos sólidos. Isso ocorre porque as ações se decisões de gestão dependem do conhecimento das características do resíduo que está sendo produzido. Essas informações se fazem importantes para dimensionamento de todas as etapas do plano, desde a coleta domiciliar, implantação usinas de reciclagem, beneficiamento até para construção do aterro sanitário, que é o local legalmente autorizado e ambientalmente correto para disposição final dos resíduos. A sua implantação é imprescindível, considerando que os órgãos ambientais vêm criando várias leis e normas para regulamentação quanto ao destino dos resíduos sólidos. A grande problemática no processo de caracterização dos resíduos é sem dúvida a obtenção de amostras que sejam representativas da totalidade produzida. Existem parâmetros normativos exigíveis para a amostragem de resíduos sólidos.

Da Redação – 

O tratamento de resíduos sólidos consiste em um conjunto de métodos, operações e uso de tecnologias apropriadas, aplicáveis aos resíduos, desde sua produção até o destino final, com o objetivo de mitigar o impacto negativo sobre a saúde humana e o meio ambiente e transformá-los em um fator de geração de renda como a produção de matéria prima secundária. Dessa forma, pode-se denominar de tratamento de resíduos as várias tecnologias existentes.

Por exemplo, no tratamento mecânico são realizados processos físicos geralmente no intuito de separar em usinas de triagem) ou alterar na reciclagem o tamanho físico dos resíduos. Neste processo não ocorrem reações químicas entre os componentes como nos muitos casos do tratamento térmico.

Os maiores exemplos de tratamento mecânico de resíduos são encontrados no setor de reciclagem. Muitas vezes, esse processo de produtos é dividido em várias etapas que agem de maneira interdependente. De uma forma geral, pode-se classificar as formas de tratamento mecânico de resíduos de acordo com sua finalidade.

O tratamento bioquímico ocorre por meio da ação de grupos de...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica