Publicado em 27 Apr 2021

O papel da tecnologia por trás da qualidade dos lubrificantes automotivos

Redação

A tecnologia tem papel fundamental e reforça o conjunto de responsáveis pela garantia de qualidade dos lubrificantes automotivos. Nos principais laboratórios do Brasil, por exemplo, existem tecnologias de última geração em equipamentos para testes, como de controle de conteúdo de partículas a laser, testes de espuma, de resfriamento, de proteção contra ferrugem e corrosão, entre outros, que são os responsáveis pela garantia de produtos qualificados que atendam às demandas do mercado. O alto nível de poder inovador é uma força motriz essencial para o desenvolvimento contínuo dos lubrificantes, com aumento da eficiência e expansão dos ciclos de vida dos produtos, aprimoramento de lubrificantes multifuncionais e produtos inovadores.

Marcelo Martini – 

Em um mercado cada vez mais exigente e apoiado em tecnologias e inovações, é mandatório que se tenha um controle de qualidade muito mais atento e rigoroso em todas as áreas de produção. No setor de lubrificantes automotivos não é diferente. O desenvolvimento tecnológico, alinhado a processos e certificações, é fator chave na fabricação e no controle de qualidade de óleos lubrificantes e fluídos de motores.

De um modo geral, os lubrificantes são uma combinação de óleo básico, ou sintético, somados a aditivos. Ele tem como principal função, no caso do automotivo, manter as peças do motor sempre lubrificadas e reduzir o atrito e o calor que emana desses componentes, a fim de minimizar o desgaste e prolongar a vida útil do automóvel.

É baseado neste desafio que entendemos a importância do controle de qualidade dos lubrificantes e dos cuidados em sua produção. Ou seja, é necessário que sejam seguidas à risca as especificações técnicas de cada produto e respeitadas as diretrizes nacionais e internacionais, assim como a garantia das certificações ISO 9000, ISO 14000, IATF/TS 16949, entre outras.

A...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica