Publicado em 15 Jun 2021

A gestão dos equipamentos para os serviços de saúde

Redação

A gestão equipamentos para a saúde é o conjunto de ações que visam a garantia da qualidade, assegurando que os equipamentos para saúde submetidos ao programa de gerenciamento sejam adquiridos, instalados, mantidos, utilizados e controlados com padrões de conformidade apropriados. Para garantir o acesso a dispositivos médicos adequados, deve-se considerar a gestão e o uso adequados de equipamentos médicos. Este setor é frequentemente referido como engenharia clínica ou gerenciamento de tecnologia de saúde. O processo de gerenciamento começa com a compreensão das necessidades do país, região, comunidade ou instalação e termina com o descomissionamento. Nesse meio tempo, os requisitos consistem em boas práticas de aquisição, solicitação e fornecimento de doações apropriados, logística de entrega e instalação, gerenciamento de estoque, manutenção, uso seguro e treinamento e medição da eficácia clínica. O foco deve ser nos riscos causados por falha do equipamento, em vez de se objetivar os equipamentos com maiores demandas de manutenção. Além disso, não é suficiente considerar os riscos apresentados por equipamentos individuais para pacientes individuais. É fundamental prever o impacto de uma falha em grupos maiores de pacientes, especialmente ao lidar com equipamentos exclusivos e sofisticados que são necessários para fornecer diagnósticos precisos e oportunos para decisões terapêuticas imediatas ou intervenções cirúrgicas. A gestão de equipamentos médicos é uma questão importante para a segurança e os custos nas operações hospitalares modernas. Além disso, a utilização de um sistema de informação eficiente promove efetivamente o desempenho gerencial. Assim, é fundamental entender os processos e os componentes mínimos de um programa de gestão de equipamentos nos serviços de saúde.

Da Redação – 

A gestão de dispositivos médicos assumiu um novo nível de complexidade nos últimos anos, em parte devido ao aumento da sofisticação e especialização dos equipamentos, integração com redes eletrônicas, dependência de terceirização para manutenção e reparos especializados e requisitos cada vez maiores de conformidade, segurança, confiabilidade e precisão. Todas essas questões precisam ser tratadas enquanto se mantém um estoque de equipamentos capaz de fornecer o equipamento certo na hora certa para a aplicação certa.

Usando dados históricos de equipamentos médicos e conduzindo uma auditoria de equipamentos, os profissionais das unidades de saúde podem analisar as técnicas que estão usando em seus programas de gerenciamento, bem como melhorar a eficiência e conformidade, reduzindo custos. Os programas de gestão de equipamentos médicos existem há muito tempo e a maioria dos hospitais mudou de um programa de inspeção e manutenção para consertar quando for avariado para um programa baseado no tempo, depois preditivo e depois com base na condição e, finalmente, com base no risco.

A manutenção preventiva e corretiva está principalmente relacionada às atividades programadas com frequência, bem como os reparos após o equipamento estar fora de serviço. Eles perdem oportunidades de otimização, incluindo a capacidade de definir intervalos de manutenção com base em dados significativos.

Alguns dos modelos de gestão de equipa...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica