Publicado em 24 Aug 2021

A determinação dos alcaloides totais como a nicotina em tabaco

Redação

O uso de qualquer produto de tabaco é prejudicial. A inalação da fumaça do tabaco expõe os usuários a mais de 7.000 substâncias tóxicas e a, no mínimo, 70 substâncias carcinogênicas, danificando todo o corpo. Um fumante regular normalmente perde mais do que uma década de vida. Mais de seis milhões de pessoas por ano morrem devido ao tabagismo em todo mundo. Não há dúvida de que limitar o uso do tabaco é uma das formas mais eficazes de salvar vidas e melhorar o bem-estar geral. O dano causado pelo tabaco começa desde antes do nascimento, uma vez que as mulheres grávidas que fumam dão à luz bebês com maior risco de transtornos congênitos, câncer, doenças pulmonares e morte súbita. Novos riscos do uso do tabaco recentemente identificados incluem insuficiência renal, isquemia intestinal e doença cardíaca hipertensiva. O risco de morte e as doenças relacionadas ao tabaco aumentam com o número de cigarros fumados, mas, o dano começa com o consumo de uma pequena quantidade de cigarros. Um fumante regular de longa data, em média, perde pelo menos dez anos de vida por causa do tabaco. Além disso, a exposição ao fumo passivo ou ambiental está associada a um risco maior de câncer e doenças cardíacas, entre outros efeitos prejudiciais para a saúde. Já a nicotina é uma droga estimulante que acelera as mensagens que viajam entre o cérebro e o corpo. É o principal ingrediente psicoativo em produtos de tabaco. O alcatrão e o monóxido de carbono (um gás tóxico) também são liberados quando o tabaco é queimado, como quando é fumado. Produtos como cigarros, charutos, tabaco para cachimbo, tabaco de mascar e rapé úmido e seco e as folhas secas da planta do tabaco contêm nicotina. Deve-se conhecer um método para a determinação do teor de alcaloides totais na forma de nicotina no tabaco através de análise de fluxo contínuo.

Da Redação – 

O tabagismo regular de produtos de tabaco que contêm nicotina tem efeitos negativos bem documentados na saúde e é reconhecido como uma das principais causas evitáveis de morte prematura e invalidez em todo o mundo. O uso de nicotina por meio do fumo pode eventualmente causar os seguintes tipos de doenças e problemas crônicos: cegueira, catarata (doenças oculares), defeitos congênitos se o feto for exposto a cigarros, periodontite (dentes amarelados, doença gengival), aneurisma aórtico (dilatação dos vasos sanguíneos principais), doença coronariana, pneumonia, várias doenças respiratórias (falta de ar, asma, ataques de tosse), diabetes, fertilidade reduzida, gravidez ectópica (na trompa de Falópio), fraturas de quadril, disfunção sexual masculina, artrite reumatoide, função imunológica reduzida (resfriados e gripes regulares), saúde geral diminuída (envelhecimento, dor nas costas, cicatrização mais lenta de feridas, alterações de humor), dependência de fumar, problemas financeiros, de trabalho e sociais.

Fumar cigarros contendo nicotina está causalmente ligado aos seguintes tipos de câncer (ou seja, fumar po...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica