Publicado em 14 Sep 2021

A usabilidade permite interagir com satisfação no uso de produtos e serviços

Redação

A usabilidade é a extensão na qual um sistema, produto ou serviço pode ser usado por usuários específicos para alcançar objetivos específicos com eficácia, eficiência e satisfação em um contexto de uso específico. Entende como os usuários específicos, objetivos e contexto de uso se referem à combinação particular de usuários, objetivos e contexto de uso para os quais a usabilidade está sendo considerada. A palavra usabilidade também é usada como qualificação para se referir aos conhecimentos de projeto, competências, atividades e atributos de projeto que contribuem para a usabilidade, como a experiência em usabilidade, profissional de usabilidade, engenharia de usabilidade, método de usabilidade, avaliação de usabilidade, heurística de usabilidade. A experiência do usuário é definida como as percepções e respostas de uma pessoa que resultam do uso e/ou uso antecipado de um sistema, produto ou serviço. A experiência do usuário se concentra nas preferências, atitudes, emoções e respostas físicas e psicológicas do usuário que ocorrem antes, durante e depois do uso (incluindo percepção de confiança, segurança, proteção e privacidade). Uma experiência positiva do usuário pode retornar valor ao usuário e/ou à organização que fornece o sistema interativo. Como parte da qualidade centrada no ser humano, a experiência do usuário é a extensão na qual os requisitos são atendidos para percepções e/ou respostas específicas resultantes do uso do sistema interativo (por exemplo, mensagens de aviso simpáticas destinadas a aliviar o estresse). Embora a usabilidade normalmente lide com metas compartilhadas por um grupo de usuários, a experiência do usuário enfatiza os objetivos individuais, que podem incluir motivações pessoais, envolvendo necessidades para adquirir novos conhecimentos e habilidades, para buscar uma identidade pessoal e provocar memórias agradáveis. A experiência do usuário também está preocupada com o fato de que a experiência muda com o uso repetido. O termo experiência do usuário às vezes é usado para se referir a todos os aspectos dos usuários interagindo com um sistema. A falta de usabilidade, de acessibilidade e/ou uma experiência negativa do usuário podem resultar em uma série de resultados negativos que podem surgir a partir de interação ou resultados inadequados. Dessa forma, deve-se entender a estrutura para entender o conceito de usabilidade e aplicá-lo a situações em que as pessoas usam sistemas interativos, e outros tipos de sistemas (incluindo ambientes construídos), e produtos (incluindo produtos industriais e de consumo) e serviços (incluindo serviços técnicos e pessoais).

Pode-se dizer que as diferentes abordagens para a avaliação da usabilidade, que podem ser utilizadas para testes de usuários e avaliação realizada por especialistas descritas na ISO/IEC 25066, podem produzir as medidas como as mostradas na tabela abaixo. Estas medidas incluem eficácia, eficiência e/ou satisfação, e medidas de atributos do objeto de interesse que se acredita contribuir para alcançar a usabilidade em um determinado contexto de uso.

As medidas de eficácia, eficiência e satisfação podem ser obtidas a partir dos objetivos ou resultados percebidos quando os usuários realizam tarefas em um contexto real ou simulado de uso. Embora as medidas objetivas sejam, muitas vezes, o foco da avaliação, perguntar aos usuários sobre a eficácia, eficiência e satisfação pode fornecer medidas subjetivas desses componentes de usabilidade, que podem diferir das medidas objetivas.

Por exemplo, pode ser um problema de usabilidade quando os usuários acreditam que completaram a tarefa corretamente e não tomam nenh...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica