Publicado em 19 Oct 2021

A segurança dos sistemas de fluido pneumático de potência usados em máquinas

Redação

A pneumática é definida como a ciência aplicada do uso do ar comprimido e gases semelhantes como o nitrogênio, que faz parte da composição do ar atmosférico na atuação de dispositivos que irão gerar movimentos alternativos, movimentos de vai e vem, rotativos e combinados. O movimento mais comum da aplicação do ar comprimido com acionamento muscular o qual depende exclusivamente da vontade do operador, pode ser observado no mecanismo de abertura da porta de um ônibus. O motorista aciona um botão e a porta do ônibus abre ou fecha. O movimento será invertido ao ser acionado o mesmo botão, acompanhado do ruído de escape de ar, uma das características dos sistemas pneumáticos. Essa técnica pode ser observada em parques de diversão até em sofisticadas máquinas robotizadas. O foco do estudo da pneumática é automação. Com a aplicação de dispositivos pneumáticos e outros, reduz-se o esforço humano na execução de diversos trabalhos. Lembramos que a pneumática é um dos pilares da automação. São necessários diversos elementos mecânicos para transformar a energia do ar comprimido em trabalho. O elemento mais simples é o cilindro pneumático cuja operação é semelhante à da bomba manual de encher bolas e pneus de bicicletas, porém ao entrar o ar, o êmbolo é empurrado e realiza o trabalho. Normalmente, O ar comprimido necessita de uma boa preparação para realizar o trabalho proposto: remoção de impurezas, eliminação de umidade para evitar corrosão nos equipamentos, engates ou travamentos e maiores desgastes nas partes móveis dos sistemas. Os componentes pneumáticos são normalmente projetados e utilizados a uma pressão máxima de 1723,6 kPa. Portanto, as forças envolvidas são pequenas se comparadas a outros sistemas. Assim, não é conveniente o uso de controles pneumáticos em operações de extrusão de metais. Provavelmente, o seu uso seja vantajoso para recolher ou transportar as barras extrudadas. As velocidades muito baixas são difíceis de serem obtidas com ar comprimido devido às suas propriedades físicas. Nesse caso, recorre-se a sistemas mistos hidráulicos e pneumáticos. O ar é um fluido altamente compressível, portanto, é difícil obterem-se paradas intermediárias e velocidades uniformes. Deve-se entender a importância da segurança dos sistemas de fluido pneumático de potência e componentes usados em máquinas.

A pneumática é uma área da física que estuda o uso de gases ou ar pressurizado. Aplicada na engenharia, ela possui uma série de utilidades como, por exemplo, em máquinas e equipamentos industriais. Assim como a elétrica e a hidráulica, a pneumática é muito comum em aplicações de automação industrial. Desse modo, destaca-se pela capacidade de aumentar a produtividade a um custo operacional relativamente mais baixo.

Os equipamentos pneumáticos funcionam a partir do ar atmosférico comprimido. Dessa forma, para o seu funcionamento é necessário primeiramente a presença de um compressor. Após passar pelo compressor, o ar comprimido segue por tubulações até chegar às ferramentas, cilindros e outros equipamentos que alimenta.

Basicamente, o funcionamento pode ser dividido em geração, em que o compressor capta o ar que está no ambiente e aumenta sua pressão. Ou seja, o ar comprimido é gerado pelo compressor. Depois disso, vem a distribuição, em que o ar comprimido é distribuído para as diferentes aplicações por meio de um sistema de tubulações de metal ou plástico que atravessa a fábrica. E, por fim, a aplicação em que o ar comprimido chega ao equipam...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica