Publicado em 07 Dec 2021

Como evitar acidentes com crianças em elevadores, escadas e esteiras rolantes

Redação

Apesar de o elevador ser o meio de transporte mais seguro do mundo, crianças não têm maturidade para antever riscos e até mesmo tomar uma atitude caso algo venha a ocorrer. Geralmente, entre os pequenos, é tentador apertar vários botões, pular dentro no elevador, tentar impedir que a porte feche e brincar com o interfone. Aparentemente inofensivos, esses gestos podem danificar o equipamento, causar sua parada com a retenção dos usuários na cabina e, até mesmo, um acidente.

Andreia Nolasco – 

Com a verticalização das cidades e o crescente número de novos edifícios em todo o País, o uso de elevadores e escadas rolantes tornou-se indispensável para a nossa mobilidade. E, como todo meio de transporte, ao usar esses equipamentos é preciso estar sempre atento às regras de segurança, especialmente quando pensamos nas crianças.

Em abril deste ano, a Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou um projeto de lei (PL 1.371/2020), que proíbe crianças de até 12 anos de andar sozinhas em elevadores. Em Pernambuco, a Assembleia Legislativa do estado promulgou uma lei com a mesma proibição em agosto de 2020.

Já na cidade do Rio de Janeiro, a Lei Municipal nº 2.546/97 proíbe a locomoção de menores de 10 anos, se desacompanhados, sob pena de multa ao condomínio. E ainda, no estado de São Paulo, a lei de nº 12.751/98 também determina que apenas maiores de 10 anos podem utilizar os elevadores sem a presença de um adulto.

Vamos entender os motivos. Apesar de o elevador ser o meio de transporte mais seguro do mundo, crianças não têm maturidade para antever riscos e até mesmo tomar uma atitude cas...

Artigo atualizado em 07/12/2021 05:40.

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica