Publicado em 05 Apr 2022

Os ensaios em fibras de vidro álcali-resistentes (AR) para uso em concreto

Redação

A fibra de vidro álcali-resistente (AR) inclui as que são descontínuas; lisas, onduladas ou com rugosidade superficial; de fácil dispersão no concreto ou na argamassa, e estáveis em meio alcalino. Também denominada como glass fiber reinforced concrete, é um microconcreto composto à base de cimento reforçado com fibras de vidro álcali resistentes. O material proporciona efeitos arquitetônicos de alto e baixo relevo que seriam impossíveis de serem obtidos com outros concretos, possibilitando moldar painéis de fachada exatamente de acordo com o projeto de arquitetura. Esse tipo de concreto é muito resistente e possui alta durabilidade. É constituído por uma argamassa de cimento Portland, areia e fibra de vidro álcali resistente, misturado com uma proporção controlada de água. Dependendo do projeto, podem ser adicionados aditivos químicos, minerais e pigmentos. A quantidade de fibra de vidro da mistura deve levar em conta o método a ser utilizado na produção do material. A resistência obtida com os processos de pré-mistura tende a ser menores do que as obtidas pelo processo de projeção simultânea. Simplesmente por causa da taxa inferior de fibras utilizadas. Sendo assim, quando o assunto AR, para cada projeto há uma dosagem específica de fibra de vidro, encontrada por meio de estudos por conta de diversas variáveis que influenciam no processo. O fabricante deve estabelecer, documentar e manter um sistema de controle de produção na fábrica, de modo a garantir que os produtos colocados no mercado estejam conformes com os requisitos normativos e com as características de desempenho declaradas pelo fabricante. O sistema de controle de produção na fábrica é composto por procedimentos, inspeções regulares, ensaios e/ou avaliações, e pelo uso dos resultados para controlar as matérias primas ou produtos de entrada, equipamentos, processo de produção e produto final. Posteriormente, quaisquer alterações fundamentais nos materiais básicos, procedimentos de fabricação ou esquema de controle que afetem as propriedades ou as condições de utilização de um produto devem ser registradas na documentação de produção e em outros documentos de registro, juntamente com os dados de ensaios que identifiquem as novas características da fibra. Os resultados das inspeções, ensaios ou avaliações que exijam uma ação devem ser documentados, assim como qualquer intervenção realizada. A ação a ser tomada quando os valores ou critérios de controle não são satisfeitos deve ser registrada. Por isso, é importante conhecer os requisitos e métodos de ensaio para fibras de vidro álcali-resistentes (AR) para uso estrutural e não estrutural em concreto e argamassa.

Da Redação – 

Deve-se compreender a composição e as características dos concretos de referência (CRF), utilizados na avaliação inicial do desempenho potencial de fibras com função estrutural, considerando as resistências residuais e a consistência do concreto. Os constituintes do concreto, a dimensão máxima do agregado, a resistência à tração do concreto, a consistência e o teor de argamassa interferem nas resistências residuais e na consistência do concreto reforçado com fibras (CRF).

Com o propósito de padronizar estas interferências e ser possível indicar a potencialidade do uso estrutural de uma fibra, devem ser avaliados os efeitos nas resistências residuais e na consistência em um concreto de referência. Para concretos especiais e argamassas, seja por sua composição ou por procedimento executivo, como, por exemplo, o concreto projetado, podem ser necessárias adaptações ou complementações aos procedimentos e requisitos constantes na norma técnica.

A classificação dos agregados deve ser avaliada de acordo com a NBR 7211. Quando o volume de concreto a ser produzido inviabilizar a secagem dos agregados, opcionalm...

Artigo atualizado em 05/04/2022 06:37.

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica