Publicado em 13 Aug 2019

A determinação da temperabilidade em aço

Redação

Para velocidades maiores do que a crítica, a dureza da têmpera depende principalmente do teor de carbono dissolvido na austenita. Para velocidades menores do que a crítica, a percentagem de martensita é reduzida, levando a uma diminuição da dureza. Dessa forma, a temperabilidade é um termo utilizado para descrever a habilidade de uma liga de ser endurecida pela formação de martensita. Uma liga que possui alta temperabilidade forma martensita não apenas na sua superfície, mas em elevado grau também em todo o seu interior. Conheça o ensaio Jominy que, em metalurgia, é designado para avaliar a temperabilidade de um aço.

aço2Da Redação –

Pode-se afirmar que, enquanto a dureza da superfície é primariamente dependente do teor de carbono e da taxa de resfriamento, a profundidade, na qual um certo nível de dureza é mantido para uma dada condição de resfriamento, é função da sua temperabilidade. Esta propriedade não deve ser confundida com dureza, que se refere à força de um material e sua capacidade de resistir a danos.



Em vez disso, a temperabilidade determina se um objeto pode ser feito de forma mais enrijecida, ou se é resistente ao endurecimento. Este termo é usado apenas para se referir a objetos de metal, incluindo aço e ligas metálicas, e não é aplicada aos plásticos ou outros materiais.

O ensaio primário de temperabilidade é conhecido como de têmpera. Para realizar este ensaio, uma barra de aço é aquecida até que cristalize em uma estrutura cúbica de face centrada chamada austenita. Após a fonte de calor ser removida, uma extremidade da haste de austenita ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica