Publicado em 13 ago 2019

A salvação pelo algoritmo: Deus, a tecnologia e as novas religiões do século XXI

Redação

Com sua inventividade que muda o mundo, a tecnologia tornou-se a força que a religião já foi.

yuval

Yuval Noah Harari

Mais de um século depois de Nietzsche tê-lo declarado morto, Deus parece estar voltando. Mas, isso é provavelmente uma miragem. Apesar de toda a conversa sobre o fundamentalismo islâmico e o reavivamento cristão, Deus está morto - só demora um pouco para se livrar do corpo.



Hoje em dia, o lugar mais interessante do mundo a partir de uma perspectiva religiosa não é a Síria ou o Cinturão da Bíblia, mas o Vale do Silício. É aí que estão surgindo gurus de alta tecnologia para nós, novas e surpreendentes religiões que têm pouco a ver com Deus e tudo a ver com tecnologia. Eles prometem todos os antigos prêmios - felicidade, paz, justiça e vida eterna no paraíso - mas aqui na Terra com a ajuda da tecnologia, e não depois da morte e com a ajuda de seres sobrenaturais. (Claro, isso não significa que essas tecnorreligiões cumpram todas as suas promessas extravagantes. As religiões se espalham mais fazendo promessas do que mantendo...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica