Publicado em 12 Nov 2019

O oxigênio de aviação

Redação

O processo de qualificação de fornecedor no Brasil e os riscos do uso de um gás fora da especificação.

marcelo

Marcelo de Col

Neste artigo faço uma revisão histórica do processo de qualificação de fornecedor no Brasil para o oxigênio de aviação que abastece todos os cilindros que estão à disposição da tribulação e que também podem ser utilizados por passageiros em uma eventual necessidade. Além disso, deve-se ressaltar algumas questões técnicas, como as diferenças entre o oxigênio de aviação e o oxigênio medicinal e os riscos do uso deste gás fora das especificações.



Há quase uma década foi criado um processo para qualificar um produtor de oxigênio gasoso, que atendesse as especificações da norma MIL-PRF-27210 – Performance Specification Oxigen, Aviator’s Breathing, Liquid and Gas, no Brasil que, até então, se utilizava do oxigênio medicinal, com 99% de pureza, o mesmo utilizado em hospitais. Partindo desta premissa, os desafios, impostos ao grupo multidisciplinar, eram enormes, tinha-se a falta de informação de onde conseguir as especificações...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica