Publicado em 18 Aug 2020

Maximizando o e-commerce com uma logística eficaz

Redação

O segmento de e-commerce já era uma tendência que vinha crescendo nos últimos anos nesses últimos meses houve uma procura ainda maior pelas compras virtuais. Esse comportamento do consumidor também afetou o mercado, que precisa se atualizar e buscar as melhores práticas do processo logístico para garantir o desempenho eficiente do e-commerce e, consequentemente, o sucesso da compra e a fidelização do cliente.

Rafael Martins - 

O segmento de e-commerce já era uma tendência que vinha crescendo nos últimos anos. Com a pandemia, houve uma procura ainda maior pelas compras virtuais. O canal recebeu 2.000.000 de novos consumidores apenas nos últimos meses, elevando em 40% as vendas online no período, segundo um levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), realizado entre os dias 23 de março e 31 de maio.

O crescimento do consumo online refletiu também em um aumento de estabelecimentos de e-commerce, e o Brasil passou a contar com 107.000 novas lojas na internet desde o início do isolamento social, em março. Isso significa que o país recebeu a abertura de mais de uma loja virtual por minuto. Antes de todo esse problema, a média era de 10.000 novos estabelecimentos online por mês.

Certamente esse comportamento do consumidor também afeta o mercado, que precisa se atualizar e buscar as melhores práticas do processo logístico para garantir o desempenho eficiente do e-commerce e, consequentemente, o sucesso da compra e a fidelização do cliente. Porém, muitos pedidos sofrem com os atrasos nas entregas, evitando a satisfação do consumidor durante o processo de compra. Para maximizar a operação de uma loja digital, existem seis estratégias logísticas aderentes a este novo formato de distribuição.

- Separação de mercadorias - um processo muito corriqueiro no B2C é trabalhar a logística do e-commerce como uma extensão da...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica