Publicado em 20 Oct 2020

As distâncias seguras no acesso à zona de perigos em máquinas

Redação

Ao longo de todo o ciclo de vida de uma máquina, a segurança deve ser considerada - desde o conceito inicial, até a avaliação de risco, projeto e engenharia, operação e até mesmo o descomissionamento. Nenhum dano, risco ou perigo pode ser causado ao homem, à máquina ou ao meio ambiente. As possíveis falhas da máquina, que podem levar a um perigo, devem, portanto, ser analisadas em detalhe. O objetivo é determinar as medidas que eliminem perigos ou reduzam os riscos aplicando um programa de segurança funcional à máquina. Assim, diferentes requisitos relativos à tecnologia, arquitetura e classificação de risco de uma máquina devem ser considerados. Esses requisitos são definidos em diferentes normas internacionais de segurança que os fabricantes de máquinas devem levar em consideração se desejam colocar suas máquinas no mercado. O fabricante da máquina, assim como o usuário, deve aplicar todas as medidas técnicas e organizacionais disponíveis a fim de garantir a segurança dos operadores da máquina. Existem muitas regras gerais para abordar essas questões de segurança que devem ser levadas em consideração pelos projetistas de máquinas no processo de projeto, por exemplo, projeto inerentemente seguro, proteção e medidas de proteção complementares, informações para uso, etc. As medidas de segurança a serem implementadas pelo usuário também devem ser levadas em consideração. Todas as medidas de segurança devem ser aplicadas pelos fabricantes de máquinas, de acordo com os resultados da avaliação de risco, levando em conta o uso pretendido da máquina e qualquer uso indevido razoavelmente previsível. As diretrizes mais detalhadas para a implementação de medidas de segurança podem ser encontradas nas normas publicadas pelo Comitê Técnico ISO 199 - Segurança de máquinas e Comitê Técnico IEC 44 Segurança de máquinas - aspectos eletrotécnicos. Deve-se conhecer os valores para distâncias de segurança, de modo a impedir acesso à zona de perigo, pelos membros superiores e inferiores das pessoas.

Hayrton Rodrigues do Prado Filho – 

As máquinas em movimento podem causar ferimentos de várias maneiras. Por exemplo, as pessoas podem ser atingidas e feridas por peças em movimento de máquinas ou material ejetado. Partes do corpo também podem ser puxadas ou presas entre roletes, correias e acionadores de polia. As bordas afiadas podem causar cortes e ferimentos graves, peças pontiagudas podem causar estocadas ou perfurar a pele e peças de superfície áspera podem causar fricção ou abrasão. Além disso, as pessoas podem ser esmagadas, tanto entre as peças que se movem juntas ou em direção a uma parte fixa da máquina, parede ou outro objeto, e duas peças que se movem uma pela outra podem causar cisalhamento.

Partes da máquina, materiais e emissões (como vapor ou água) podem estar quentes ou frios o suficiente para causar queimaduras ou escaldaduras e a eletricidade pode causar choque elétrico e queimaduras. Lesões também podem ocorrer devido a máquinas tornarem-se não confiáveis e desenvolverem falhas ou quando as máquinas são usadas indevidamente por inexperiência ou falta de treinamento.

Por isso, antes de começar a usar qualquer máquina, os operadores precisam pensar sobre quais riscos podem ocorrer e como eles podem ser gerenciados, devendo verificar se a máquina está completa, com todas as proteções instaladas e sem defeitos. O termo proteção inclui travas, controles bimanuais, proteções de luz, tapetes sensíveis à pressão, etc....

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica