Publicado em 12 Jan 2021

Os riscos da escavação a céu aberto

Redação

Normalmente, a escavação a céu aberto é aberta no solo por meio manual ou mecânico, constituída por colunas escavadas com recurso de equipamentos acionados acima dos lençóis freáticos. A escavação a céu aberto pode ser realizada de acordo com a cota acordada no projeto de construção e, posteriormente, a base é alargada e é dado início ao processo de concretagem que consiste no preenchimento com concreto, preferencialmente que seja adensável. Oferece alguns benefícios como a adaptabilidade a áreas de difícil acesso de recursos mais mecanizados, contribuição significativa para uma elevada produtividade para a obra em questão nas etapas seguintes à conclusão da escavação, adequação total a obras que impliquem o emprego, manuseio e manutenção de cargas elevadas, elevado nível de segurança no processo de escavação e sua manutenção pós-término, não exigindo um investimento alto para essa segunda etapa antes do procedimento seguinte da obra em curso; baixo custo no que tange à mobilização, montagem e desmontagem dos equipamentos utilizados na obra; pouco ruído resultante do processo da perfuração característica da escavação a céu aberto. A proteção coletiva deve prever a adoção de medidas que evitem a ocorrência de desmoronamento, deslizamento, projeção de materiais e acidentes com explosivos, máquinas e equipamentos. Antes de iniciar os serviços de escavação, fundação ou desmonte de rochas, certificar-se da existência ou não de redes de água, esgoto, tubulação de gás, cabos elétricos e de telefone, devendo ser providenciada a sua proteção, desvio e interrupção, segundo cada caso. Em casos específicos e em situações de risco, deve ser solicitada a orientação técnica das concessionárias quanto à interrupção ou à proteção das vias públicas. A área de trabalho deve ser previamente limpa e desobstruídas as áreas de circulação, retirando ou escorando solidamente árvores, rochas, equipamentos, materiais e objetos de qualquer natureza. Muros, edificações vizinhas e todas as estruturas que possam ser afetadas pela escavação devem ser escorados, segundo as especificações técnicas do profissional legalmente habilitado. Quando houver risco de desmoronamento, deslizamento, acidentes com explosivos e projeção de materiais, é necessária a adoção de medidas correspondentes, visando a segurança e a saúde dos trabalhadores. Para se evitar riscos, deve-se levar em consideração condições de segurança exigíveis a serem observadas na elaboração do projeto e execução de escavações de obras civis, a céu aberto, em solos e rochas, não incluídas escavações para mineração e túneis.

Da Redação – 

As escavações são aberturas no solo para implantação de blocos de fundação, sapatas, reservatórios ou qualquer outra estrutura abaixo do nível natural do terreno. São executadas manualmente, mecanicamente com escavadeiras hidráulicas ou retroescavadeiras ou com as duas técnicas, a depender da natureza do solo e das características topográficas e de execução.

Podem ocorrer alguns riscos comuns como a ruptura ou desprendimento de solo e rochas devido a: operação de máquinas; sobrecargas nas bordas dos taludes; execução de talude inadequado; aumento da umidade do solo; falta de estabelecimento de fluxo; vibrações na obra e adjacências; realização de escavações abaixo do lençol freático; e realização de trabalhos de escavações sob condições meteorológicas adversas. Além disso, pode haver a interferência de cabos elétricos, cabos de telefone e de redes de água potável e de sistema de esgoto; a obstrução de vias públicas; o recalque e o bombeamento de lençóis freáticos; e a falta de espaço suficiente para a operação e movimentação de máquinas.

A fim de adotar medidas preventivas, o projeto executivo de esca...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica