Publicado em 12 Oct 2021

A gestão do tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de saúde

Redação

Os estabelecimentos de saúde são locais que prestam cuidados de saúde aos usuários e incluem hospitais, clínicas, centros de atendimento ambulatorial e centros de atendimento especializados, como centros de parto e centros de atendimento psiquiátrico. A qualidade é importante e algumas instalações fazem um trabalho melhor do que outras. Uma maneira de aprender sobre a qualidade de uma instalação é examinar os boletins elaborados por grupos de consumidores. Nesses ambientes, como em muitos outros, existem o ar de exaustão que é o retirado do ambiente por meios mecânicos e rejeitado ao exterior, que não necessita de tratamento, o ar de expurgo que é o contaminado retirado do ambiente por meios mecânicos e rejeitado ao exterior que necessita de tratamento e o ar exterior que é o captado na parte externa da edificação. Já o ar insuflado é a quantidade de ar suprido por meios mecânicos a cada um ou a qualquer espaço do sistema, o ar recirculado é parte do ar de retorno que volta à unidade de tratamento de ar para ser reprocessado e o ar de retorno é o retirado do ambiente por meios mecânicos que pode ser recirculado ou rejeitado ao exterior. Assim, nesses locais deve-se atentar para a epidemiologia e as vias aerobiológicas das infecções nosocomiais transmitidas pelo ar e a revisão das tecnologias de desinfecção do ar e da superfície, incluindo a irradiação germicida ultravioleta. A recirculação de ar é permitida na maioria das áreas hospitalares, incluindo salas de cirurgia e unidades de terapia intensiva. Os filtros de ar particulado de alta eficiência (HEPA) podem ser são usados em salas de isolamento e outras áreas quando o ar é recirculado. Esses filtros são utilizados para exaurir o ar de salas de isolamento, laboratórios e outras instalações. O estabelecimento de normas técnicas relativas à qualidade aerobiológica em estabelecimentos de saúde teria o maior impacto nas infecções nosocomiais. Elas devem estabelecer os requisitos mínimos para projeto e execução de instalações de tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de saúde (EAS).

Da Redação – 

A purificação do ar eficaz em estabelecimentos de saúde deve trabalhar para reduzir os contaminantes e eliminar as partículas transportadas pelo ar que causam doenças. Isso significa purificação em microns muito pequenos e uma abordagem multisistema é mais comumente usada, já que várias tecnologias podem abordar diferentes aspectos da qualidade do ar interno.

O ar reciclado e a ventilação de ar têm sido um tópico de discussão entre os profissionais médicos. Isso ocorre porque a higienização é um elemento vital da higiene de rotina. Qualquer instalação que ofereça serviços médicos, como hospitais ou consultórios médicos, pode ter uma concentração maior de algo chamado compostos orgânicos voláteis (VOC) que têm inúmeras fontes e podem ter um impacto negativo na saúde.

Podem vir de acetona, encontrada em coisas como papel de parede e lustra-móveis, etanol, encontrado em limpadores de vidro, detergentes e muitos limpadores de tipo comercial, álcool, usado como desinfetante ou solvente, formaldeído, encontrado em plásticos e lacas, cloreto de metileno, também conhecido como diclorometano e encontrado em re...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica