Publicado em 18 Jan 2022

A colaboração de todos é a chave para a segurança da multinuvem híbrida

Redação

Ao se entrar em uma nova fase de maturidade da nuvem, a indústria de segurança teve a oportunidade de capitalizar na interconexão que a nuvem oferece e repensar a segurança para ambientes modernos de negócios. Isso não significa simplesmente renovar as ferramentas de segurança para trabalhar na nuvem, mas também repensar pressupostos e estruturas de segurança datados. As empresas devem tomar vantagem dos benefícios inerentes que a nuvem apresenta para suas estratégias de segurança aberta e aproveitar ferramentas, políticas e caminhos simplificados que permitam cargas de trabalho sensíveis a serem migradas para a nuvem com mais segurança.

Guilherme Messora – 

Hoje, o crime cibernético é o crime organizado do século 21. Um estudo de 2021 da Verizon reportou que a maioria dos agentes de ameaças faz parte de uma organização criminosa responsável por cerca de 80% das brechas. Consequentemente, os cibercriminosos com motivação financeira se tornaram cada vez mais sofisticados, persistentes e adaptáveis.

Como um exemplo, de acordo com o X-Force Threat Intelligence Index, aproximadamente 60% dos ataques de ransomware aos quais a equipe respondeu usaram uma estratégia de extorsão dupla pela qual os atacantes encriptaram, roubaram e então ameaçaram vazar dados caso o resgate não fosse pago. Ao mesmo tempo, 2021 não foi um ano comum.

Com a pandemia que persistiu por aproximadamente dois anos, os negócios foram forçados a rapidamente adaptarem suas abordagens de tecnologia. Da implementação e extensão das opções de trabalho remoto e modelos de trabalho híbrido à mudança de seus canais físicos para o mundo online, os negócios aceleraram suas atividades baseadas em nuvem e adotaram múltiplas ferramentas com rapidez.

Entretanto, a segurança pode ter ficado ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica