Publicado em 25 Jan 2022

A certificação e a marcação de contentores intermediários flexíveis

Redação

O contentor flexível, também conhecido como big bag ou flexible intermediate bulk container (FIBC), é uma embalagem usada para transportar materiais sólidos ou pastosos, construído em tecido flexível e projetado para transportar mercadorias de um local para outro. Ele é construído com tecido em polipropileno e projetado para suportar entre 500 e 3.000 kg, porém é mais comum o uso nas indústrias, para cargas entre 1.000 e 1.500 kg. Ele é feito com o corpo de material flexível, como tecidos, filme plástico ou papel, e é projetado para estar em contato com o conteúdo, podendo ter ou não revestimento interno, sendo dobrável quando vazio. O contentor flexível reutilizável reforçado é projetado e manufaturado para uso com uma grande quantidade de enchimentos e descargas, podendo ser reparado tanto na fábrica como em campo, de tal maneira que a resistência à tração após um reparo tenha pelo menos a mesma capacidade da original. Para movimentar toda a carga, possuem alças na parte superior projetadas para serem erguidas pelos garfos de uma empilhadeira e para mover a embalagem de um local para outro. O contentor flexível também pode ser apoiado sobre um palete e suspenso, com o auxílio da empilhadeira - uma opção que coloca consideravelmente menos estresse na própria embalagem. No entanto, os paletes não são estritamente necessários. O esvaziamento do contentor flexível é muito mais simples e geralmente é feito liberando uma abertura especial no seu fundo, geralmente por meio de uma válvula de descarga, que permite que o material transportado seja descarregado. A relação custo-benefício do contentor flexível é uma das melhores que qualquer pessoa pode esperar. Quando o contentor flexível está vazio, pesa por volta de 2 kg, já quando estiver cheio, pode carregar até 3.000 kg. São embalagens econômicas, de baixo custo, facilitam a logística de materiais e ainda reduzem o custo com manuseio e transporte. Deve-se entender os parâmetros para os materiais, a construção e os projetos, os ensaios de tipos, a certificação e a marcação dos contentores intermediários flexíveis (FIBC) previstos para conter materiais sólidos não perigosos em forma de pó, grãos ou pasta.

Da Redação – 

Para os produtos sólidos, em pó ou a granel, como grãos, sementes, minérios, produtos químicos, etc., é bastante desvantajoso usar os recipientes ou caixas rígidos, pois eles não mudam de forma conforme o conteúdo interno. Mas os FIBC são flexíveis conforme o conteúdo interno, o que é altamente benéfico. Essas embalagens são basicamente uma solução econômica e, além disso, também economizam muito espaço.

Eles são versáteis por natureza e perfeitamente adequados para quase todas as indústrias. Mesmo que que não se esteja vendendo grãos ou sementes, produtos químicos perigosos, os FIBC podem ser usados de maneira fácil e conveniente para armazenamento pesado. Essas embalagens servem para as mais diversas finalidades em indústrias como: química, construção, mineração, agronegócio, engenharia e muitas outras também.

Eles são ideais para armazenar uma enorme quantidade de peso com facilidade e conveniência. Mais importante ainda, essas embalagens têm o melhor custo benefício e, portanto, economizam muito dinheiro. São capazes de lidar com o armazenamento de cerca de 2.000 kg, o que é altamente benéfico. A ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica