Publicado em 30 Jul 2019

A normalização para a segurança no tráfego

Redação

Um trânsito seguro depende da competência e da responsabilidade dos motoristas, mas não é só isso. As condições da infraestrutura das vias também têm relação direta com a segurança. Quando existem falhas na sinalização, as consequências podem ser trágicas. Atualmente, é inconcebível uma rodovia ser aberta para os condutores sem que esteja plenamente sinalizada. Para que seja inaugurada, ela deve estar completa. Para que ela seja considerada pronta, a sinalização é parte vital do processo. É necessário planejamento, mas, para isso, é preciso diminuir a burocracia e aumentar os investimentos. Se nada for feito, os índices de acidentes só irão aumentar. Conheça as normas técnicas para a segurança no tráfego que são imprescindíveis em todos os meios de transporte, sendo que elas são essenciais para a segurança dos usuário.

tráfego2Hayrton Rodrigues do Prado Filho –

Devido aos efeitos da queda drástica das vendas dos últimos três anos de veículos (automóveis, caminhões e ônibus) a frota circulante praticamente estagnou. Para se ter uma ideia, no ano de 2017, pouco mais de 889.000 veículos foram agregados a esta frota, um crescimento de apenas 1,37% em relação ao ano anterior, é o que indica o levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). Esse censo da frota brasileira, com a compilação de dados dos últimos oito anos de todos os veículos em circulação por tipo, marca, modelo e ano de fabricação por estado e por município levou três anos para ser concluído e se constitui no mais completo levantamento da frota brasileira de veículos em circulação.



Há no Brasil 65,8 milhões de veículos dos mais diversos tipos, entre leves, ônibus, caminhões e motocicletas, todos esses em efetiva utilização. Desse total, 41,2 milhões são automóveis (...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica