Publicado em 28 Apr 2020

Como elaborar um plano de emergência contra incêndios

Redação

Um plano de emergência é o documento que formaliza e descreve o conjunto de ações e medidas a serem adotadas no caso de uma situação crítica (acidente ou incidente), visando proteger a vida e o patrimônio, bem como reduzir as consequências sociais e os danos ao meio ambiente. Há uma necessidade de padronização dos planos de emergências, ficando as organizações livres para agregar outros padrões, de acordo com as suas necessidades e/ou riscos envolvidos, visando otimizar as ações próprias e os socorros públicos ou de terceiros. Importante é que ele seja elaborado baseado nas melhores práticas adotadas no mercado brasileiro e referências técnicas estrangeiras e internacionais, bem como com a aplicação dos conceitos de gestão e de melhoria contínua. As recomendações e as definições estabelecidas devem ser compatíveis aos entendimentos e ao contexto dos assuntos previstos em seu escopo, prevalecendo sempre as disposições das legislações vigentes.

Da Redação – 

Em uma empresa, a proteção contra incêndio é uma das coisas mais importantes que se pode fazer para a segurança financeira e a segurança dos funcionários. Um incêndio, além de ser perigoso, pode causar danos graves, o que pode levar a tempo de inatividade e reparos dispendiosos.

A melhor maneira de proteger a empresa contra incêndio, reduzir possíveis danos ao prédio e seu conteúdo e manter os ocupantes em segurança é investindo em um sistema de proteção contra incêndio. Os sistemas de proteção contra incêndio incluem supressão de incêndio, sprinklers, detectores de fumaça e outros equipamentos de proteção contra incêndio que trabalham em conjunto para proteger contra incêndio.

Os sistemas de proteção contra incêndio são considerados ativos ou passivos. Os ativos requerem algum tipo de ação para cumprir a finalidade pretendida, seja acionar um alarme ou liberar um agente de supressão. Os sistemas de detecção de incêndio podem parecer passivos, mas são realmente considerados proteção ativa contra incêndio e podem ser combinados com um sistema de supressão ou aspersão para estender a proteção.

A proteção passiva contra incêndio é muitas vezes esquecida, mas igualmente importante e deve ser combinada com sistemas ativos de proteção contra incêndio, para uma proteção completa contra incêndio. Sistemas passivos de proteção contra incêndio são aqueles implementados na estrutura do edifício e não requerem interação hu...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica