Publicado em 13 Apr 2021

Os equipamentos eletromédicos em serviços de emergência

Redação

Esses tipos de serviços providenciam a assistência de emergência hospitalar clínicas agudas ou súbitas e a sua função é prestar tratamento a quem necessite de intervenção médica de urgência, tendo como objetivo prestar assistência médica ao paciente. À assistência aos pacientes acometidos por quadros de urgência e emergência, realizando o atendimento inicial, estabilizando o paciente e definindo o encaminhamento. Cabe destacar que embora a demanda por atendimento nos serviços de urgência e emergência hospitalar seja crescente, ainda são incipientes os estudos de enfermagem específicos sobre a organização desses serviços, que se constitui em importante área de ação do enfermeiro, a qual articula ações assistenciais e gerenciais relativas ao cuidado e à unidade. Nos serviços hospitalares de atenção à urgência e emergência, a atuação do enfermeiro envolve especificidades e articulações indispensáveis à gerência do cuidado a pacientes com necessidades complexas, que requerem aprimoramento científico, manejo tecnológico e humanização extensiva aos familiares pelo impacto inesperado de uma situação que coloca em risco a vida de um ente querido. Esse conjunto de elementos justifica um olhar pormenorizado para a organização desses serviços. Por isso, é importante entender a segurança básica e ao desempenho essencial dos equipamentos eletromédicos e dos sistemas eletromédicos, os quais são destinados, como indicado nas instruções para utilização fornecidas pelo fabricante, à utilização em ambientes SME (serviços médicos de emergência).

Da Redação – 

Esse tipo de serviço médico se concentra na abordagem e manejo de situações que representam risco imediato à vida. A complexidade do atendimento de emergência vem crescendo exponencialmente, exigindo a criação de uma especialidade específica da emergência. O médico emergencista atende a pacientes com acometimentos, doenças e lesões que, em geral, não têm diagnóstico prévio e que precisam de atendimento médico imediato, exigindo muito preparo técnico e também emocional dos profissionais.

A diferença entre urgência e emergência é um tema que pode gerar muita confusão. A urgência pode ser definida como a ocorrência imprevista de agravo à saúde com ou sem risco potencial de vida, cujo portador necessita de assistência médica imediata e a emergência, como a constatação médica de condições de agravo à saúde que impliquem em risco iminente de vida ou sofrimento intenso, exigindo, portanto, tratamento médico imediato. Um exemplo do primeiro é um caso de fratura de perna; o segundo, um caso de infarto agudo do miocárdio.

Os médicos podem ser empregados em vários contextos, desde baseados em hospitais ou autôno...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica