Publicado em 14 Dec 2021

O tratamento no solo de resíduos sólidos industriais por biodegradação

Redação

O tratamento no solo ou landfarming é um método de tratamento onde o substrato orgânico de um resíduo é degradado biologicamente na camada superior do solo. Possui alguns sinônimos, tais como land spreading, land application, sludge farming, land disposal e soil cultivation. Os íons metálicos possivelmente presentes nos resíduos, assim como os subprodutos orgânicos de degradação, são liberados durante o tratamento e incorporados ao solo, de modo a não haver contaminação das águas subsuperficiais. A tratabilidade dos resíduos envolve qualquer fenômeno que alterem as características físico-químicas dos resíduos, quer por degradação ou transformação, ou, ainda, que imobilizem seus constituintes na zona de tratamento. O tratamento do solo envolve a aplicação de resíduos na superfície do solo ou a incorporação de resíduos nas camadas superiores do solo para degradar, transformar ou imobilizar constituintes perigosos presentes nos resíduos perigosos. Isso difere muito de aterros, pilhas de lixo e represas de superfície, porque o objetivo principal é impedir que os resíduos migrem para o solo da superfície. O objetivo de uma unidade de tratamento de solo é permitir que os micróbios do solo e a luz solar natural degradem os resíduos perigosos. Por causa disso, os padrões de projeto e operação são muito diferentes daqueles enfrentados por aterros, pilhas de lixo e represas de superfície. Por exemplo, as unidades de tratamento de solo geralmente não usam revestimentos impermeáveis para conter resíduos. Em vez disso, as unidades dependem dos processos físicos, químicos e biológicos que ocorrem nas camadas do solo. Em certo sentido, essas unidades podem ser vistas como um sistema aberto. A manutenção do pH adequado do solo, o gerenciamento cuidadoso da taxa de aplicação de resíduos e o controle do escoamento das águas superficiais são essenciais para que a unidade funcione sem problemas. Como a disposição de resíduos perigosos em uma unidade de tratamento de solos é considerada disposição em terra, os padrões de restrições de disposição em terra devem ser considerados. Se os resíduos perigosos não atenderem ao padrão de tratamento aplicável antes da colocação na unidade de tratamento de solo, o proprietário ou operador da unidade deve obter uma variação de não migração antes de aplicar qualquer resíduo perigoso à unidade. Deve-se entender as condições exigíveis para o tratamento no solo de resíduos sólidos industriais suscetíveis à biodegradação.

Da Redação – 

O processo de landfarming é um método de biorremediação de solos que consiste na degradação biológica dos resíduos, onde é empregada uma técnica de tratamento biológico. O processo visa reduzir a concentração de resíduos orgânicos sólidos dispostos no solo onde a própria microbiota do solo atua como agente de biodegradação. A biorremediação tem sido uma tecnologia de crescente pesquisa, tendo como vantagem oferecer maior segurança e uma menor perturbação ao meio ambiente, além de ser uma ferramenta eficiente a baixo custo, permitindo o melhoramento sustentável do solo por meio de controle do pH, teor de umidade, adição de nutrientes e aeração.

Dessa forma, a instalação deve possuir um sistema de monitoramento de águas subterrâneas, podendo esse sistema, em alguns casos, ser dispensado, a critério do órgão estadual de controle ambiental. A instalação deve ser construída e operada de forma a manter a qualidade das águas subterrâneas. Tendo em vista o seu uso predominante para o abastecimento público, considera-se que a qualidade das águas subterrâneas, na área da instalação, deve atender aos padrões de potabilidade estabelecidos na legislação vigente.

...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica