Publicado em 03 Sep 2019

A segurança da informação em saúde

Redação

A ideia de coletar informações de saúde não é nova, mas está mudando em face da nova tecnologia. Nos dias antes de os computadores se tornarem predominantes, documentos em papel eram usados para a manutenção dos registros. Em instituições que ainda não foram totalmente convertidas para o modelo digital, ainda é assim que é feito. Mas, os novos registros digitais são mais fáceis de adicionar e não ocupam espaço físico, portanto, os médicos estão se tornando capazes de adicionar mais e mais informações críticas aos registros de cada paciente. Atualmente, muitos aspectos da saúde física e mental podem fazer parte do registro de saúde de uma pessoa, incluindo a história de doenças virais e bacterianas significativas; informação de vacinação; alergias diagnosticadas e outras condições; histórico atual e passado de medicação e tratamento; e melhorias significativas ou retrocessos durante uma internação hospitalar atual. Todas essas informações são essenciais para o cuidado diário dos milhões de pacientes atendidos pelo sistema de saúde. Armazenar todo esse conhecimento como dados digitais facilita a organização e o acesso e, portanto, é mais útil para profissionais de saúde que atendem a muitos pacientes simultaneamente. Também permite que os pacientes vivenciem uma continuidade de cuidados entre os muitos profissionais que trabalham em seu caso, reduz o risco de erros de entrega e fornece um perfil de paciente mais robusto para fins de diagnóstico. Porém, é importante conhecer as diretrizes das normas técnicas de segurança de informações organizacionais e práticas de gestão de segurança da informação, incluindo a seleção, implementação e gestão de controles levando em consideração os ambientes de riscos de segurança da informação da organização.

saúde2Hayrton Rodrigues do Prado Filho –

A informação de saúde não é importante apenas no sentido comercial e médico, mas também do ponto de vista da privacidade. As pessoas com condições médicas são frequentemente vulneráveis a abuso e discriminação que podem afetá-los social, econômica e emocionalmente.

Portanto, os registros pessoais de saúde de um indivíduo devem ser são tratados como informações altamente confidenciais que devem ser mantidas longe dos olhos não autorizados a todo custo. Embora um registro de saúde só deva ser totalmente acessível ao paciente e ao seu médico, algumas organizações externas ocasionalmente querem ter razões legítimas para acessar esses dados, como companhias de seguro, escolas e instituições governamentais.



Passar essa informação sem expor ao alcance dos outros pode ser complicado, mas é um dever essencial para os profissionais de informação em saúde. Somente com uma observação cuidadosa desses trabalhadore...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica