Publicado em 08 Sep 2020

A gestão da competência e desenvolvimento das pessoas

Redação

A gestão das pessoas, que parte de um desempenho burocrático e operacional para outro estratégico, pode reunir esforços, técnicas e ferramentas de gerenciamento de fatores humanos para alcançar os objetivos organizacionais. Essa concepção serve de base para a gestão estratégica de pessoas, que pode ser entendida como um alinhamento sistêmico das práticas de RH com a estratégia da organização, proporcionando coesão ao conjunto de práticas adotadas. Dentre essas práticas, destaca-se o modelo de gestão estratégica baseada em competências, foco deste estudo, nas discussões sobre gestão contemporânea de pessoas. O modelo de gerenciamento estratégico baseado em competências permite o uso de esforços de gerenciamento de pessoas para planejar, capturar, desenvolver e avaliar as competências necessárias para atender aos objetivos organizacionais nos diferentes níveis da organização (níveis individual, de grupo e organizacional). Portanto, o modelo de gestão baseado em competências está alinhado com a gestão estratégica de pessoas, pois está comprometido com o desenvolvimento das competências necessárias para atender aos objetivos estratégicos da organização. O modelo de gestão baseado em competências é uma prática que visa aumentar o desempenho geral da corporação, pública ou privada, aumentando o desempenho individual de seus funcionários. Deve-se entender que as pessoas são essenciais para organizações. O desempenho organizacional depende de como competências de pessoas são usadas no trabalho. A gestão da competência e o desenvolvimento de pessoas nos níveis organizacional, de equipe, de grupo e individual são requeridos para que organizações sejam bem sucedidas.

 

Da Redação – 

O modelo de gerenciamento baseado em competências pressupõe que as competências organizacionais orientem as ações que permeiam os subsistemas de gerenciamento - entre eles, o gerenciamento de pessoas. No entanto, a ênfase colocada nas competências individuais pelas organizações levanta questões sobre até que ponto as organizações podem articular os elementos do modelo de gestão em todo o seu potencial ou se utilizam apenas práticas e ferramentas aleatórias, comprometendo assim o efeito estratégico proposto.

Deve-se compreender que os aspectos da cultura organizacional podem influenciar o comportamento individual, que o clima organizacional causa impacto no cotidiano da organização e que a constituição de equipes de trabalho eficazes pode contribuir para aumentar a produtividade no trabalho. E por que tanta ênfase ser colocado nas contribuições do indivíduo para a organização? A lacuna entre o discurso organizacional, que defende o trabalho em equipe, a cooperação entre pares e setores da organização e as práticas de gestão, focadas no indivíduo, revela um cotidiano organizacional marcado por contradições e polaridades.

O modelo de gestão baseado em competências considera a participação dos funcionários como um aspecto fundamental para a implementação da estratégia organizacional e o desenvolvimento de vantagem competitiva. Alguns especialistas apontam que os fatores socioeconômicos como instabilidade econômica, baixa...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica