Publicado em 20 Apr 2021

A gestão das competências de líderes para as atividades de turismo de aventura

Redação

O turismo de aventura é uma indústria global que cresce em importância. Providas comercialmente, sem fins lucrativos ou como caridade, as atividades de turismo de aventura envolvem um elemento de risco e de desafio que é inerente e aceito. Correr riscos traz recompensas, porém também traz perigos. A fim de maximizar as recompensas, os prestadores de serviço das atividades de turismo de aventura devem operar de maneira tão segura quanto praticável. É definido como o movimento das pessoas de um para outro lugar fora de sua zona de conforto para exploração ou viagem para áreas remotas, áreas exóticas e possivelmente hostis. É um tipo de turismo em que as pessoas fazem algumas atividades tipo aventuras como como paraquedismo, escalada, mergulho, etc. O turismo de aventura é muito popular entre os turistas jovens, pois envolve emoção ao permitir que os turistas saiam de sua zona de conforto. Isso pode ser devido a um choque cultural ou por meio da realização de atos, que exigiram algum grau de risco (real ou percebido) e perigo físico. A viagem de aventura é uma atividade de lazer que ocorre em um destino incomum, exótico, remoto ou selvagem. Tende a ser associada a altos níveis de atividade por parte do participante, a maior parte ao ar livre. Os viajantes de aventura esperam experimentar vários níveis de risco, emoção e tranquilidade e serem testados pessoalmente. Em particular, eles são exploradores de partes exóticas e intocadas do planeta e também procuram desafios pessoais. O principal fator que distingue o turismo de aventura de todas as outras formas de turismo é o planejamento e a preparação envolvidos. Por isso, é fundamental se entender as competências dos líderes da atividade de turismo de aventura para liderar os participantes e assumir a responsabilidade junto a eles é um fator crítico para garantir a entrega de atividades seguras de turismo de aventura. A competência é um conceito que se baseia em conhecimentos, habilidades e atitudes ou atributos. Dependendo do tipo de atividade de turismo de aventura (por exemplo, rafting, caminhada, cachoeirismo, escalada), são necessárias diferentes competências. No entanto, existem algumas competências comuns a todas as atividades de turismo de aventura.

Da Redação – 

O turismo de aventura cresceu exponencialmente em todo o mundo nos últimos anos, com turistas visitando destinos até então desconhecidos. Isso permitiu que novos destinos fossem promovidos, sendo atraentes para quem procura uma experiência rara e incomparável. O turismo de aventura inclui várias atividades como espeleologia, caminhadas, vela, trekking, etc., sendo classificado como aventuras intensas, as atividades com altos níveis de risco, que requerem intenso comprometimento e habilidades avançadas. O turismo pesado inclui atividades como escalar montanhas/rocha/gelo, trekking, espeleologia, etc.

As atividades de aventura intensa são altamente arriscadas na natureza. Um guia profissional e habilidades de nível avançado são necessárias para realizar essas atividades. Muitos turistas morreram durante a escalada de montanhas. Já a aventura leve se refere a atividades com risco percebido, mas baixos níveis de risco, exigindo comprometimento mínimo e habilidades iniciais.

A maioria dessas atividades é conduzida por guias experientes. O turismo leve inclui atividades como caminhada com mochila, acampamen...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica