Publicado em 03 Aug 2021

As ações-chave para os gestores de risco orientado a dados

Redação

Por meio de muitas conversas com líderes seniores sobre riscos e dados, criou-se criou um conjunto de ações-chave para gestores de risco que estão considerando o uso de dados por sua organização. Essas ações não são exaustivas, mas formam uma plataforma sólida a partir da qual um gestor de risco pode construir uma estratégia de dados mais rigorosa - criando impacto significativo em sua organização e no ecossistema de risco mais amplo.

Marcio Gadaleta – 

A pandemia acelerou a necessidade de garantir que as funções de análise de risco sejam mais flexíveis, ágeis e adaptáveis. Embora essa tendência já estivesse em andamento antes do início da crise, a necessidade de entender como usamos os dados e análises para informar a tomada de decisão é, em um ambiente em rápida evolução, um imperativo operacional.

A digitalização e a análise de dados são fundamentais para permitir que as organizações reajam em circunstâncias incertas e em ambientes regulatórios mais rigorosos. Os gestores de risco precisam ser suficientemente digitalmente fluentes para compreender as opções disponíveis e fornecer percepções e conselhos necessários para suas organizações.

No entanto, os dados e as análises não são balas de prata, pois sua aplicação requer reflexão e planejamento cuidadosos: fazer as perguntas certas geralmente é mais difícil do que obter as respostas certas. Como é o caso de muitos líderes seniores, saber por onde começar ao abordar o tópico de dados e análises na função de risco pode ser assustador, especialmente com as restrições de tempo e recursos impostas...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica