Publicado em 07 Sep 2021

A conformidade das placas vinílicas para revestimento de pisos e paredes

Redação

A placa vinílica semiflexível é um material à base de PVC (poli (cloreto de vinila)) homopolímero, copolímero, ou mistura de ambos, homogeneizado com plastificante, estabilizante, pigmentos e cargas, sem a presença de fibras de amianto, manufaturado em forma de placas semiflexíveis, calandrado sem suporte, utilizado para revestimento de pisos e paredes. As placas vinílicas são produtos muito vendidos por possuírem uma série de benefícios, como, por exemplo, a sua facilidade de instalação, visto que normalmente são autocolantes, sendo necessário apenas posicioná-las uma ao lado da outra da forma desejada. Além disso, as placas possuem tamanhos diferentes para que consigam suprir corretamente as necessidades de cada ambiente. Outra característica positiva encontrada nas placas vinílicas é sua propriedade antialérgica, permitindo que pessoas com grandes alergias tenham contato cotidiano com a superfície sem causar irritações e outros transtornos e crises, o que o torna o piso ideal para esse tipo de pessoa. O seu apelo estético é interessante, sendo um dos pisos visualmente agradáveis encontrados atualmente, capaz de combinar completamente com todos os espaços. São bastantes resistentes, tanto à ação do tempo como às manchas, não prejudicando a superfície de forma funcional ou visual, o que colabora para a sua preservação por um maior tempo. Quando aplicadas, essas placas não retêm poeira, o que contribui para uma limpeza feita de forma mais fácil e prática de toda a superfície, que necessita apenas de um pano úmido. A placa é fácil de se encaixar em diferentes perfis de projeto graças à variedade de formatos que esse revestimento dispõe. Todas as opções possuem uma base comum de fabricação - são feitos de PVC misturado a outros ingredientes, como cargas minerais, plastificantes, pigmentos e aditivos. Deve-se entender os parâmetros normativos para o recebimento de placas vinílicas semiflexíveis para revestimento de pisos e paredes, bem como estabelece os requisitos dimensionais, de embalagem e marcação, além dos métodos de ensaio.

Da Redação – 

Os pisos vinílicos podem ser encontrados em três formatos: régua, placa e manta. A régua é o formato mais tradicional e abrange praticamente toda a oferta de padrões amadeirados, cuja proposta é justamente reproduzir a estética das longas tábuas retangulares de madeira natural.

A placa busca a ideia de diversificar o padrão para um visual mais colorido. Também é a aplicação ideal para piso elevado que necessita de placas autoportantes. Diferente da placa e da régua, considerados modulares, o piso vinílico em manta é distribuído em rolos e sua aplicação fica visualmente mais uniforme. Também não possui juntas, pois são seladas na instalação.

Além disso, o piso vinílico se torna mais atrativo à medida que abafa ruídos mais facilmente, enquanto o laminado evidencia naturalmente o som dos passos, principalmente no caso do uso de saltos. Segundo os especialistas, ele absorve ruídos (sendo ideal para apartamentos); é antialérgico; não propaga chamas; oferece conforto térmico; possui fácil limpeza e instalação. Além disso, o piso vinílico é oferecido em uma ampla variedade, seja de cores, estampas, textura e...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica