Publicado em 28 Sep 2021

A conformidade dos sistemas de videomonitoramento em segurança

Redação

Um sistema de videomonitoramento (video surveillance system – VSS) geralmente é composto por equipamentos que contenham dispositivos analógicos e digitais, bem como softwares. Por causa da tecnologia dos equipamentos do VSS e de suas funcionalidades, eles foram desenvolvidos e mudaram muito rapidamente, e por isso os dispositivos individuais e seus requisitos não são definidos. O videomonitoramento é uma operação desenvolvida por um conjunto de equipamentos eletrônicos que fazem a captura de imagens e as transmitem, em tempo real, para uma central de monitoramento com o intuito de serem gerenciadas. Sendo assim, o videomonitoramento pode ser realizado tanto no local quanto remotamente, por meio de uma central. Essa prática viabiliza a vigilância eletrônica de vários locais ao mesmo tempo com um número reduzido de operadores. Entre os mais variados recursos de segurança eletrônica, o videomonitoramento é um dos que mais se desenvolve e aprimora devido às novas tecnologias existentes. Nos últimos anos, essa modalidade de vigilância tem sido aplicada com as mais diversas finalidades e tem crescido rapidamente tanto na segurança privada como na segurança pública. Essa tecnologia, além de oferecer mais segurança ao local, dá mais autonomia aos responsáveis na hora de monitorar em tempo real e remotamente o ambiente. Nesse sentido, ela facilita os processos e ajuda na tomada de decisões. Em outras palavras, o videomonitoramento é capaz de conseguir diferenciar movimentos suspeitos com movimentos normais; detectar os movimentos estabelecidos de forma automática; ajudar as equipes de segurança a seguir com os procedimentos pré-estabelecidos no momento de uma ocorrência; possibilita uma central de monitoramento 24 horas capaz de receber alerta de ocorrência e imagens do sinistro; tem acesso remoto para responsáveis do local gerenciar o que ocorre; ter um sistema que consegue ser personalizado conforme as necessidades do cliente; oferecer os relatórios de ocorrências para maior controle das movimentações dentro de um ambiente; e possibilita o acesso pelo aplicativo de monitoramento. Por isso, deve-se entender os requisitos mínimos e as recomendações para os sistemas de videomonitoramento (VSS), até agora chamados de CFTV, instalados para as aplicações de segurança, além dos parâmetros de transmissão de vídeo.

Da Redação – 

A segurança do sistema VSS consiste na sua integridade do sistema e na integridade dos dados. A integridade do sistema compreende a segurança física de todos os componentes do sistema e o controle do acesso físico e lógico ao VSS. A integridade dos dados abrange o acesso lógico aos dados e a prevenção da perda ou da manipulação dos dados.

O objetivo da segurança do sistema é proteger contra a interferência intencional e não intencional, na operação normal do VSS. Essa norma se refere à segurança do sistema, onde isso pode ser assegurado pelo próprio sistema. A segurança também pode ser assegurada por medidas físicas, localização de componentes, etc.

A integridade do sistema compreende a proteção de cada um dos componentes ou dispositivos do sistema, bem como a proteção do sistema como uma entidade. Se forem utilizadas interconexões externas entre os componentes do sistema, sua proteção também é parte da integridade do sistema. O mesmo se aplica às interfaces com outros sistemas.

A integridade do sistema é composta por três partes: detecção de falhas dos componentes, software e interconexões; pro...

Artigo atualizado em 28/09/2021 06:54.

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica