Publicado em 25 Jan 2022

Crise energética: as medidas a curto prazo e a corrida pela biomassa

Redação

Enquanto em uma hidrelétrica o custo médio é de 100 reais por megawatt hora, na queima de diesel esse valor chega a 1.000 reais para gerar a mesma quantidade de energia. Com isso, em curto prazo, os consumidores passaram a criar hábitos simples, mas que fazem diferença, como tirar da tomada alguns eletrodomésticos e eletrônicos sem uso; adotar lâmpadas de Led; reduzir o tempo no banho; entre outros. Hábitos que, em 2001, época de racionamento, fizeram reduzir a carga do país em 80%. Já a médio prazo, entram as empresas com investimentos em novas opções de energias renováveis, considerando o cenário de baixa hidrologia dos últimos anos e ao cenário internacional. A procura pela biomassa virou a principal corrida entre empresas e indústrias que possuem caldeiras. Uma alternativa que seria o desenvolvimento de termoelétricas com o uso de resíduos, como sofás, madeiras de obras e galhos, entre outros sólidos, que é um material infinito, pois aumenta seu volume a cada dia, porém, pouco utilizado para este fim, mesmo tendo um aproveitamento de 100%. Esse processamento pode ser destinado a caldeiras de biomassa para produção de vapor e energia, além de endereçar um problema ambiental grave, transformando o lixo em energia renovável.

Felipe Barroso – 

Na atual crise energética, o aumento na tarifa de energia pesa no bolso do consumidor e das empresas, além de ambos sofrerem com um possível racionamento. A justifica é que a falta de água nas hidrelétricas desencadeou o uso das termelétricas, que possuem um custo elevado de produção. Numa rápida comparação, a diferença no custo é dez vezes maior, ou seja, enquanto numa hidrelétrica o custo médio é de 100 reais por megawatt hora, na queima de diesel esse valor chega a 1.000 reais para gerar a mesma quantidade de energia.

Além de pagar mais caro, ainda há o risco do racionamento. Diante desse cenário caótico, que envolve a sociedade civil, as empresas e o governo, como medida de curto prazo e que está ao alcance de todos nós, está uma severa mudança de rotina, que começa dentro de casa. A exemplo do racionamento ocorrido em 2001, fomos obrigados a economizar 20% do consumo de energia ou pagaríamos uma multa sobre esse valor. E foi possível atingir a meta de redução de consumo, tornando essa rotina um hábito.

Pequenas atitudes podem trazer grandes impactos, como tirar da tomada alguns eletrodoméstic...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica