Publicado em 01 Sep 2020

Os perigos em tanques de armazenamento atmosféricos e de baixa pressão

Redação

Os requisitos de alívio baseiam-se em condições de serviço que podem ser aplicados para tanques típicos de armazenamento que contenham petróleo ou fluidos petroquímicos. Algumas condições de serviço e suposições são usadas, como o tanque não é isolado termicamente. No caso de tanques que contenham produtos voláteis, as características de volatilidade são semelhantes ao petróleo (gasolina), e a temperatura do tanque e a sua alimentação é inferior a temperatura de ebulição na pressão máxima de operação do tanque. A temperatura máxima de operação do espaço-vapor dentro do tanque é de aproximadamente 48,9°C (120ºF). O efeito do resfriamento do espaço-vapor é a contração do vapor dentro do espaço-vapor. Para tanques contendo vapores que podem condensar em situação de resfriamento, a temperatura do líquido do tanque não mudará rapidamente, entretanto, a pressão de vapor se mantém durante a evaporação do líquido. A condensação dos vapores pode ser significativa quando houver pouco líquido ou nenhum líquido no tanque, como em operação de limpeza com vapor (steam-out) e a metodologia de cálculo pode não ser válida para mudança adicional de volume causada pela condensação de vapores. O volume do tanque é inferior a 30.000 m³ (180.000 barril - bbl). Alguns danos/falhas em tanques devido ao vácuo podem ocorrer em tanques de armazenamento de petróleo e de seus derivados, devido a uma ou mais causas-raiz como o resfriamento do espaço-vapor a elevadas temperaturas, por exemplo superior a 48,9°C (120ºF); a condensação dos vapores no tanque devida à transferência do calor de resfriamento, como por exemplo, a condensação do vapor após uma operação de limpeza com vapor (steam out); a restrição ou bloqueio do fluxo de ar, como por exemplo, bloqueio do alívio com um saco plástico. Dessa forma, deve-se entender os requisitos de alívio normal e emergencial de vapores em tanques de armazenamento de superfície de produtos líquidos de petróleo ou tanques de armazenamento de produtos de petróleo e tanques de armazenamento refrigerados de superfície e enterrados projetados como tanques atmosféricos de armazenamento ou tanques de armazenamento de baixa pressão.

Da Redação – 

Os tanques de armazenamento podem ser projetados para armazenar uma ampla gama de volumes de produto. No Brasil, é usual projetar tanques de armazenamento com capacidades que vão de 100 barris (16m³) até 700.000 barris (112.000m³). O barril é uma unidade de medida de petróleo líquido (geralmente petróleo cru) igual a 158,987294928 litros no caso do barril estadunidense. Quanto maior o volume armazenado, menor é o custo de armazenamento por barril. Isso faz com que o interesse pela construção de tanques cada vez maiores seja cada vez mais comum.

Porém, há um limite para dimensionamento de um tanque de armazenamento. Isso se deve à pressão hidrostática que o fluido armazenado exerce na parede do tanque. Quanto maior a pressão, maior a espessura de costado requerida no projeto. Estas espessuras têm medidas padronizadas pelos fabricantes de chapa de aço-carbono.

A experiência operacional com tanques de armazenamento de petróleo ou fluido da petroquímica mostrou que as falhas/danos ao tanque devidas ao vácuo, não foram causadas por alívio deficiente, quando o sistema de alívio for projetado ou calculado. Alguns fatores podem contribuir para esta experiência operacional. Os tanques de armazenamento de petróleo normalmente não são operados completamente vazios. Os requisitos para alívio total incluem o movimento do líquido que pode ser significativo em tanques típicos de armazenamento de petróleo e de seus derivados, sendo ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica