Publicado em 26 May 2020

A fabricação dos tanques rotomoldados

Redação

A rotomoldagem, também conhecida como fundição rotacional ou moldagem rotacional, é um processo de transformação de materiais poliméricos utilizado para a produção de peças ocas ou abertas, geralmente de grandes dimensões. A matéria-prima polimérica para a rotomoldagem é usada na forma de pós. As principais características deste pó que devem ser controladas são: fluidez a seco (ASTM D1895), tamanho médio e distribuição de tamanho das partículas (ASTM D1921) e densidade aparente (ASTM D1895). Uma boa resina para rotomoldagem deve ter facilidade de moagem, pois a forma mais usual de utilizar o polímero é na forma de pós. Alguns produtos típicos da moldagem rotacional incluem tanques de água e produtos químicos, caiaques, e barreiras de estrada. Um tempo de ciclo típico, para a produção de um molde de cubo 300 mm com a espessura da parede de 3 mm em uma máquina de tipo carrossel, é de cerca de 30 min. Convencionalmente, o processo de aquecimento do em molde em rotação é realizada por convecção forçada de ar, o resfriamento é realizado por pulverização de água na parte externa do molde. A fabricação de tanques rotomoldados, com contenção secundária metálica, estacionário, de superfície, atmosférico, destinado ao armazenamento de óleo diesel e biodiesel, em ponto de abastecimento e instalação de sistema retalhista, deve cumprir a norma técnica.

Da Redação – 

A rotomoldagem é responsável por apenas 2% de todo o processo de transformação de polímeros e, em geral, este processo produz peças grandes e ocas, permitindo a produção de peças leves. Exemplos de produtos são as caixas d’água, brinquedos, escorregadores, tanques para combustíveis, etc. Como característica comum aos produtos tem-se que são peças únicas, sem emendas, perfeitamente lisas e sem cantos vivos. Isso permite uma fácil esterilização e limpeza.

O processo consiste de abastecimento do molde com a matéria-prima em pó ou líquida, garantindo uma maior homogeneidade das peças. Quando em pó, deve ser micronizada para facilitar o escoamento no molde, reduzindo assim o aprisionamento de ar (bolhas) e acelerando a plastificação do material. O material micronizado facilita a redução do ciclo e previne a degradação. Feito o abastecimento, o molde é fechado e levado para dentro do forno.

Dentro do forno, o molde sofrerá movimentos de rotação e translação. Dessa forma, o material fundido preenche todas as paredes do molde e, assim, assume a forma da peça. Ainda com os movimentos de rotação e translação, sofrem resfriamento e desmoldagem da peça obtida. Depois de resfriados, os moldes são abertos e as peças são extraídas. A peça recebe acabamentos e então está pronta para ser expedida.

A rotomoldagem permite a produção de peças simples ou de alto nível de complexidade. Elas são herméticas e ocas, podendo ser pequena...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica