Publicado em 09 Mar 2021

Os ensaios de imunidade a surtos em equipamentos elétricos e eletrônicos

Redação

Pode-se definir um surto como uma onda transitória de corrente elétrica, tensão ou potência elétrica que se propaga ao longo de uma linha ou um circuito, e caracterizada por um crescimento rápido, seguido por um decréscimo mais lento. Igualmente, pode-se dizer que, a fim de comparar os resultados de ensaio de geradores diferentes, o gerador deve ser calibrado periodicamente. Para este propósito, o seguinte procedimento é necessário para medir as características essenciais do gerador. A saída do gerador deve ser conectada a um sistema de medição com uma largura de banda suficiente, com capacidade de monitorar as características de forma de onda de tensão e corrente. Existem muitas informações sobre a largura de banda de formas de onda do surto. Se um transformador de corrente (sonda) for usado para medir a corrente de curto-circuito, ele deve ser escolhido de forma que a saturação do núcleo magnético não ocorra. A frequência de corte (– 3 dB) da sonda deve ser inferior a 10 Hz. As características do gerador devem ser medidas em condição de circuito aberto (carga maior ou igual a 10 kohm) e em condição de curto-circuito (carga menor que ou igual a 0,1 ohm) para a mesma tensão ajustada. Deve-se entender que todos os requisitos foram desenvolvidos e são aplicáveis aos equipamentos elétricos e eletrônicos, com o objetivo de estabelecer uma referência comum para avaliar a imunidade de equipamentos elétricos e eletrônicos, quando sujeitos a surtos. O método de ensaio documentado nesta parte descreve um método consistente para avaliar a imunidade de um equipamento ou sistema contra um fenômeno definido.

Da Redação – 

Quanto às redes de acoplamento/desacoplamento, devido à natureza da fiação usada para linhas de comunicação simétricas externas sem blindagem (pares trançados), estão sempre em modo comum. O esquema de acoplamento, desacoplamento é mostrado na figura abaixo. O acoplamento através de supressor é o método preferencial de acoplamento para as linhas de comunicação simétrica externa sem blindagem.

A rede de acoplamento também tem a função de dividir o surto de corrente dentro de vários pares em cabo de condutores múltiplos. O resistor de casamento interno Rm2 (25 ohm) é substituído por um externo de Rc = 25 ohm. As características recomendadas da rede de acoplamento/desacoplamento: Impedância de acoplamento Rc= 25 ohm por linha mais a impedância do supressor; Indutores de desacoplamento L = 20 mH. Os valores dos componentes e projetos das redes de acoplamento e desacoplamento sugeridos podem não ser adequados para redes de alta velocidade (por exemplo, DSL) sendo que a transmissão de dados desejada pode ser degradada.

...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica