Publicado em 03 Aug 2021

A Qualidade das máscaras autônomas de ar comprimido com circuito aberto

Redação

As máscaras autônomas de ar comprimido é um equipamento de proteção necessário usado por paramédicos, bombeiros e pessoas que trabalham em navios e plataformas de petróleo. Possui todos os acessórios necessários que permitirão aos profissionais de resgate realizar o seu trabalho sem interrupções e com a máxima segurança. Existem dois tipos principais, a de circuito aberto e a de circuito fechado. A principal diferença é que um é usado para operações de resgate que tendem a ser muito longas, em que o ar é continuamente reprocessado ou reciclado para que o usuário obtenha um suprimento contínuo de ar. No outro tipo, o oxigênio é comprimido para caber em cilindros de ar, usado para operações de resgate mais curtas. Esses aparelhos são usados para proteger os usuários contra a deficiência de oxigênio, poeira, gases e vapores em fábricas, a bordo de embarcações, em incêndios e em túneis. Desde que foram introduzidos no mercado, têm sido amplamente utilizados em áreas como combate a incêndios, operações de resgate, treinamento de fuga em postos de bombeiros, siderúrgicas, fábricas de produtos químicos, instalações nucleares, hotéis, etc. Pode fornecer o ar comprimido do cilindro de ar para o usuário através da válvula do cilindro, redutor de pressão, válvula de demanda de pressão ou válvula de demanda. O ar exalado vai para a atmosfera através da válvula de exalação. Fornece o oxigênio do cilindro de para o usuário através da válvula do cilindro, redutor de pressão, válvula de demanda, etc. O dióxido de carbono no ar exalado é absorvido pelo recipiente de absorção e o oxigênio é fornecido através do respirador. Este mecanismo permite o uso por muito tempo. Por isso, deve-se compreender a qualidade exigível para as máscaras autônomas de ar comprimido com circuito aberto.

A máscara autônoma consiste em um kit de equipamentos dedicados ao fornecimento de ar para aplicações onde não há a possibilidade de utilização de mangueiras de ar para suprir as demandas de ar dos usuários. O sistema consiste de um cilindro que armazena ar comprimido a altas pressões (200, 300 ou 400 bar), uma válvula de liberação e fechamento desse cilindro, uma válvula redutora de pressão para as pressões que o operador suporte (geralmente 5 a 7 bar), um manômetro de indicação de pressão do cilindro (utilizado para determinar a sua autonomia), traqueia ou tubulação flexível que leva o ar do regulador de pressão até as máscaras.

No interior da máscara a pressão é levemente superior à pressão atmosférica para possibilitar que a troca gasosa ocorra de forma quase natural. Quando utilizado com máscaras do tipo consumo por demanda a máscara autônoma chega a fornecer ar por até duas ou três horas. Quando esse tipo de equipamento é utilizado com máscaras de fluxo contínuo, ou com algum tipo de defeito ou vazamento de ar, a autonomia chega alguns minutos, dependendo do consumo do trabalhador e da capacidade de cada kit.

A máscara autônoma é normal...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica