Publicado em 31 Aug 2021

As ferramentas diamantadas devem ser produzidas conforme a norma técnica

Redação

O diamante tem muitas propriedades físicas exclusivas e algumas delas o tornam um material ideal para aplicações em ferramentas de corte. Por ser o material mais duro conhecido, é extremamente resistente à abrasão. Além disso, a condutividade térmica extremamente alta do diamante remove o calor prejudicial da aresta de corte. O baixo coeficiente de fricção do diamante auxilia no fluxo de material pelos canais das ferramentas revestidas. Essas propriedades térmicas e de desgaste significam que as ferramentas diamantadas podem funcionar a velocidades que destruiriam todas as outras ferramentas ou materiais de revestimento. Quando usadas em velocidades normais, as ferramentas diamantadas operam em uma temperatura mais fria do que outros materiais da ferramenta, reduzindo os danos aos materiais da peça sensíveis ao calor. Então, quais materiais o diamante CVD (deposição química de vapor) usina bem? Porém, o diamante não é para tudo: ele não usina nenhum dos materiais ferrosos, devido a uma reação química entre o ferro nesses metais e os átomos de carbono que constituem o filme de diamante. Não é a resposta para todos os problemas do titânio - embora as ferramentas de diamante possam usiná-lo, nunca se mostrou eficaz em termos de custo. As aplicações de ferramentas de diamante CVD ideais são aquelas em que a usinagem do material forma pó ou grãos pequenos. Essas são situações em que a operação primária na aresta de corte é basicamente o desgaste abrasivo, ao invés da formação de cavacos. Por isso, o usuário deve compreender o uso de ferramentas diamantadas cujas arestas de corte são feitas de diamante CVD, seja como única peça sólida ou como revestimento.

Da Redação – 

As ferramentas diamantadas destinam-se a variados setores da indústria, já que os materiais específicos para a área da metalurgia são: a pasta diamantada ou pasta de diamante para polimento de matrizes e moldes, rebolo diamantado, rebolo diamantado resinoide, dressadores diamantados para rebolo, etc. As ferramentas baseadas em diamante natural, ou diamantes produzidos por meio de síntese de alta pressão e alta temperatura (síntese HPHT que é um método de fabricação do diamante a uma pressão de aproximadamente 6 GPa e temperaturas, entre 1.400 °C e 1.800 °C), têm sido usadas com sucesso por várias décadas em tarefas de usinagem difíceis.

Essas ferramentas de diamante, cristais relativamente grandes ou os chamados blanks sinterizados de PCD ou diamante policristalino que é um material de corte de diamante, que é fabricado por um processo de sinterização de alta pressão e alta temperatura em dois estágios, são fixadas por vários métodos aos corpos de base ou ligados às superfícies da ferramenta em matrizes de metal, cerâmica ou polímero. O MCD ou diamante monocristalino é um material de corte feito com diamant...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica