Publicado em 14 Dec 2021

A nova onda de gestão de dados sustentáveis no ESG

Redação

Devido a sua riqueza, os dados são considerados o novo petróleo da economia, porém, mesmo na área digital, eles têm características poluentes. Devido a isso, o small data voltou a ter atenção das empresas de tecnologia, já que quanto mais dados reunidos, maior a necessidade do uso de mais energia e máquinas para processá-las e armazená-las, desencadeando, de certa forma, um impacto ambiental. A saída para reduzir este efeito é aplicar a gestão desses dados, ou seja, por onde e quem acessa, qual funcionalidade, como governar, qual a validade, entre outras particularidades que desencadeiam na governança corporativa - o g do ESG. Essa medida promoverá o entendimento sobre quais informações fazem sentido para o negócio e devem ser armazenados. Consequentemente, esse volume será reduzido. Então, pensando na questão ambiental, quando as empresas valorizam o small data, elas estão trabalhando seus dados de forma sustentável. Ou seja, a governança dos dados (G) irá causar um impacto ambiental (E). Além disso, as empresas que conseguem governar seus dados, respeitando a privacidade e a propriedade, estarão no caminho da conformidade em relação às exigências da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Rafael Lategahn – 

A agenda ESG ou ambiental, social e governança corporativa tem gerado uma mudança de pensamento nas áreas estratégicas de companhias de diversos setores, incluindo as empresas de tecnologia. Se antes o big data era uma tendência para o impulso à transformação digital, hoje, o small data ganha seu protagonismo como a chave para ligar a gestão de dados às questões de governança corporativa e ambiental.

Vimos as empresas de tecnologia da informação mostrarem ao mercado a riqueza por trás dos dados, que passaram a ser considerados o novo petróleo na economia. Mas, mesmo nessa área digital, eles têm características poluentes. Por exemplo, para uma empresa conseguir ser ESG, ela precisa de informações que irão ajudá-la a entender seus desafios para se tornar mais sustentável.

Assim, é necessário conhecer todo seu processo, do início ao fim, e isso só é possível com a coleta de dados. À medida que essas informações são reunidas, será necessário o uso de mais energia e máquinas para processá-las e armazená-las, desencadeando, de certa forma, um impacto ambiental.

A saída para reduzir este efeito é ...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica