Publicado em 12 May 2020

Será que a automação robótica pode ser um caminho para a geração de empregos?

Redação

Acredito que o segredo para o futuro não está na substituição de pessoas por máquinas, mas sim na colaboração entre esses dois players, o que só é possível graças aos cobots ou robôs colaborativos.

Denis Pineda – 

Você já pensou em ter um robô trabalhando ao lado de um ser-humano na linha de produção? Pois eu te digo que essa ideia apenas parece estranha. Quando olho hoje para o mercado, já é possível enxergar cada vez mais a presença da automação robótica dentro das indústrias, inclusive no Brasil, e a tendência é que isso só aumente. 

Segundo um relatório realizado pela Euromonitor, empresa de inteligência de mercado, indicou que a automação e robótica estavam na segunda posição entre as tecnologias que terão impacto nas organizações nos próximos cinco anos e a explicação é simples, seus benefícios. A redução do tempo de produção de um produto, a diminuição das chances de defeito e de tempo de inatividade dentro das fábricas estão entre eles. 

Algumas pessoas, entretanto, observam essa tendência e se perguntam: Isso significa que as indústrias vão substituir pessoas por robôs? E a resposta é não! E nem devem. Acredito que o segredo para o futuro não está na substituição de pessoas por máquinas, mas sim na colaboração entre esses dois players, o que só é possível graças aos "cobots", ou robôs colaborativos. Ou seja, ferramentas projetadas para atuarem em conjunto com seres humanos e que podem ser manuseadas por eles sem qualquer tipo de perigo. 

Para se ter uma ideia, um report da International Federation of Robotics (IFR) avaliou a presença desses equipamentos nos ambientes de trabalho do futuro. A mai...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica