Publicado em 31 Aug 2021

Gestão em saúde: a tireoide é fundamental para o equilíbrio do organismo

Redação

A glândula da tireoide tem o formato semelhante ao de uma borboleta. Pesa entre 15 e 25 gramas e está situada no pescoço, logo abaixo do pomo-de-adão. Seu tamanho médio é de cerca de 15 ml ou a metade de um copinho de café descartável. Ela é responsável pela produção de dois hormônios considerados essenciais para nosso corpo: a triiodotironina (T3) e a tetraiodotironina (T4). Esses dois hormônios são feitos de iodo. Após serem produzidos pela tireoide, eles são liberados na corrente sanguínea, para auxiliar na regulagem da velocidade do metabolismo, da frequência cardíaca, da temperatura do corpo e as funções cerebrais, além de estimular o crescimento e o desenvolvimento dos indivíduos na infância e adolescência.

Georgette Beatriz de Paula – 

Localizada na parte anterior do pescoço, a tireoide é responsável pela produção dos hormônios que atuam diretamente na boa função de órgãos vitais como coração, cérebro, fígado e rins. São estes mesmos hormônios que também interferem nos ciclos menstruais, alteram o peso corporal, prejudicam a concentração e a memória e podem provocar mudanças de humor, porque mexem com o controle emocional e ainda afetam o desenvolvimento de crianças e adolescentes.

Se essa glândula não funciona adequadamente passa a liberar hormônios de forma alterada. Tanto o excesso como a deficiência da produção hormonal, podem fazer com que o paciente apresente aumento no volume da tireoide, o chamado bócio, que pode cursar com outros sinais e sintomas clínicos.

A alteração da produção dos hormônios tireoidianos pode aparecer em qualquer fase da vida, do recém-nascido ao idoso. Atenção especial deve ser dada no período neonatal, pois nessa fase a produção hormonal deficiente (hipotireoidismo congênito), caso não seja diagnosticado e tratado precocemente, pode afetar de forma permanente o desenvolvimento neurológi...

Target

Facilitando o acesso à informação tecnológica